Conto, Infanto-Juvenil, Literatura

O menino que não gostava de dormir

Da série, Migrações

Escrevi esse conto inspirada no meu filho, que não gosta de dormir e tem uma imaginação contagiante. Ele já foi publicado no blog Estação de Sonho, que desativei e estou migrando aqui para o Mar de Histórias. Talvez, se tudo der certo, seja publicado em um suplemento infantil de um jornal aqui de Salvador. No momento, o texto está sob análise.

XXXXXXXXXXXXX

Quero lhes contar uma história, sobre um menino que queria enganar o rei Morpheu. Noite após noite, o menino fugia do sono. “Dormir é chato, porque à noite não dá para brincar”. Mas o menino esquecia que só quando dormimos abrimos as portas do reino do sonhar. Ele tentava todos os truques, para de Morpheu escapar: assistia TV, cuidava em ler um livro, puxava conversa com todos os bonecos de olhos pintados do seu quarto. Mas o rei do sono é poderoso e seu poder incomparável, quando menos o menino esperava, já estava aninhado, embalado e roncando…

O menino que não gostava de dormir viajou ao Reino do Sonhar em busca de uma audiência com o rei Morpheu. O soberano em pessoa veio recebê-lo na porta do seu palácio de sonhos. Os dois, lado a lado, passaram pelas grandes portas douradas e sentaram-se em confortáveis almofadas. Tudo na sala do trono do rei Morpheu é sedutor e preparado de modo a aconchegar, embalar e levar os rebeldes, como o menino, ao sono profundo. Mas, como o menino não é bobo nem nada, ele passa as noites conversando em sonhos. Morpheu, que nunca dorme, encontrou companhia para a eternidade de espera. Do quarto do menino vem o som das conversas. A língua estranha, desconhecida, “língua dos anjos” que os homens não falam, é de impossível entendimento para os outros moradores da casa. Há quem pense que ele está “pesadelando”. Mas secretamente, faz companhia ao solitário rei do sono.

No palácio de Morpheu, onde o menino que não gostava de dormir estava de visita, acontecia um diálogo que não era bem o que o rei do sono esperava:

– Por que você não gosta de dormir, menino?
– E por que você só fica acordado?
– Eu perguntei primeiro!
– Mas eu sou mais novo e mais curioso. Além disso, sou a visita. Diz a etiqueta que o anfitrião precisa ter a visita em altíssima conta.
– E de onde a minha visita tirou um vocabulário tão erudito?
– Dos livros ora essa! E das conversas com os anjos.
– Então você conversa com anjos?
– Só de madrugada, quando o expediente no céu termina e eles não tem nada para fazer lá no alto, daí descem e ficam batendo papo com as crianças.
– E se você dormir eles não puxam conversa?
– Claro que não! O senhor por acaso já tentou falar dormindo?
– Eu não durmo.
– Pois devia. Meu pai diz que dormir faz ficar inteligente e minha mãe diz que dormir faz ficar forte.
– E por que você não dorme? Eu, por exemplo, gostaria, mas não posso dormir. Não tem ninguém para cuidar do palácio se eu dormir e nem para cuidar dos sonhos das pessoas e afastar os pesadelos.

O menino abriu um sorriso insinuante de orelha à orelha. O rei Morpheu sabia que estava encrencado e teria de pedir audiência com o rei dos anjos…

Continue a leitura:

>>O menino que não gostava de dormir – Parte II

>>O menino que não gostava de dormir – Final

Anúncios

12 opiniões sobre “O menino que não gostava de dormir”

  1. Acabei de ler a história pro meu filho , ele dormiu no final da segunda parte , mas não quis parar de ler , amei 😍😍 vou imprimir pra poder ler mais vezes pra ele , você tem algum livro publicado ??

    1. Oi Chandra, fico feliz que seu filho tenha gostado. Ainda não publiquei nenhum livro infantil, só livros-reportagem aqui em Salvador, onde moro é trabalho como jornalista. Mas estou batalhando para publicar meu primeiro livro de ficção e comentários como o seu aqui no blog são um grande incentivo. Muito obrigada! Abraços

  2. Ainda não terminei de ler, mas é uma história linda, muito boa para ser contada para crianças, estou nesse exato momento contando para o menino que cuido e ele já caiu no sono rsrs
    Enfim, parabéns pela criatividade e imaginação brilhante.
    By:Soliane Mesquita(23 anos)

  3. Ótima história, meu filho ficou esperando um pouco mais. Penso que ele se encaixa no permanente do menino. Muito boa está de parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s