Autobiografia

Tenho 43 anos, nasci em Salvador (BA) e sou de Áries, com ascendente em Sagitário e lua em Aquário. No horóscopo chinês, meu signo é o Tigre. Mas se me tratam direito, posso até esconder as garras e ronronar. Sou escritora, jornalista e master em jornalismo digital. Literatura, os estudos queer e as identidades e representações femininas na sociedade são os meus principais interesses de estudo. Mas também tenho curiosidade profissional pelo universo das redes sociais.  Na página Portfólio tem mais informações profissionais.

Sou cinéfila e amo séries. A Netflix não acabou com a minha vida social porque sempre fui bastante caseira e, se puder, evito multidões. Meu filho me chama de “traça de biblioteca”, porque tenho compulsão por livrosAcredito que a literatura salva espíritos e ilumina consciências. No mínimo, distrai das dores da existência…

Tenho alma com ‘Síndrome de Penélope’. Mas não porque esteja esperando algum Ulisses perdido retornar da sua jornada heroica. O que eu gosto na Penélope é a metáfora da costura que é feita e desfeita, que vai se aperfeiçoando a cada novo ponto. Não tenho medo de fazer e refazer caminhos quantas vezes forem necessárias. Já tive de me recuperar de alguns perrengues na vida e até lutei boxe com a morte.

Gosto mais de me expressar por meio da escrita, mas, havendo a necessidade, encaro um auditório. Tenho uma vida comum, como a da maioria das pessoas, com dias oscilando entre os fabulosos, os genéricos e os tormentosos.

Sou muitas coisas ao mesmo tempo e já fui outras tantas desde que me entendo por gente. Mas uma da qual me orgulho bastante é de ser mãe de Matheus, o futuro biólogo que me chama de ‘traça’. Com essa criatura incrível e virginiana, tenho estimulantes papos filosóficos esclarecedores e cheios de poesia. Se bem que ele também me puxa bastante para a realidade. Juntos, nós criamos o SOM (Serviço de Orientação Materna). Até hoje, quando precisa de um conselho, ele me chama para “fazer um SOM”.

Livros, filmes, cultura pop, gatos, cavalos, tigres, corujas, baleias, metáforas, coisas do ‘tempo antigo’, vestidos, batons vermelhos e internet, não necessariamente nesta ordem, tem o meu apreço garantido. Os chocolates também. E música! Não dá para manter o juízo no lugar sem uma boa trilha sonora.

Criei o Mar de Histórias em 2008 e também sou a co-fundadora do Conversa de Menina. Faço parte da rede de bibliófilos Skoob e dos cinéfilos do Filmow. Também tenho perfil no LinkedIn e Plataforma Lattes, conta no TwitterInstagram, para divulgar o blog. Porque se a ideia é viver emaranhada nas redes, melhor amarrar apertado!

24 thoughts on “Autobiografia”

  1. Oi Andreia, tudo bem?
    Estou querendo saber um pouco mais sobre a Luiza Mahin.
    Vc poderia indicar alguma bibliografia?
    Agradeço antecipadamente.
    Parabéns pelo blog!
    Abraços.

      1. Muito obrigada. Sou Historiadora e o assunto interessa-me deveras.
        Mais uma vez, parabéns pelo blog. Muito bem cuidado.

  2. Andreia, sou escritor, conterrâneo de Jorge Amado, já publiquei 4 vezes, RJ e SP, e terminei de escrever TUDO QUE AMEI, AMEI SOZINHO romance ambientado em Salvador. Gostaria de conhecê-la. Amei o seu blog.

  3. Oi Andreia! Deveras interessante o seu Blog “História sem Fim”, digo isso pois não consegui chegar ao final! Seu Blog é infinito! Me encantei com muitas coisas, dentre elas o texto sobre a Vila Laura, onde, numa linda casa, na rua Bernardo Spector, residiram o meu amor e seus pais, irmãos e primos!
    Dá licença que voltarei a apreciar o seu/nosso lindo e aprazível Blog! Parabéns e obrigado por deixar-me feliz!

    Afetuoso abraço,

    Jaelson Castro

  4. Amei seu blog. Como você escreve bem!!!!!! foi procurando uma resenha do livro (que estou devorando) – não há silêncio que não termine – que te encontrei.
    Você é brilhante no que fala, no que escreve…
    Parabéns!

  5. Andreia…
    Amei tudo que eu vi por aqui… achei fascinante a forma como escreve e fiquei com vontade de ler muuuuitos livros, e de fazer uma relação com os livros que leio e filmes que vejo, guardar uma recordação de cada um deles…
    Parabéns…

  6. Tá bonito esse! Até deu vontade de fazer um, retomando a linha do Sóis…Saudade de falar de mim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s