Literatura, Resenhas

Resenha: A varanda do frangipani (Mia Couto)

A alma se parte em duas de tanta beleza e tanta tristeza com a leitura de A varanda do frangipani, romance de Mia Couto ambientado no período logo depois da independência de Moçambique, a terra natal do autor. O cenário é a fortaleza de São Nicolau, onde funciona um asilo de idosos.  Quem narra a… Continue reading Resenha: A varanda do frangipani (Mia Couto)

Literatura, Resenhas

Resenha: O som do tempo passando (Victor Mascarenhas)

A voz de Renato Russo cantando ‘Quase sem querer’ grudou feito chiclete na minha memória logo nas primeiras páginas de O som do tempo passando, romance de Victor Mascarenhas lançado pelo selo Cafeína Produção de Conteúdo, criado pelo próprio autor. Colaram-se em mim feito segunda pele a melodia e a letra, que me espantei ao… Continue reading Resenha: O som do tempo passando (Victor Mascarenhas)

Literatura, Resenhas

Resenha: Não encontrei o passado, tenho que voltar (José Carlos Mello)

Quanto mais velhos, mais o passado assombra a memória. E quando o novelo dos tempos idos é desfiado com a ajuda de um amigo que já morreu, fica a incômoda sensação de que as lembranças trazem seu quinhão de acerto de contas. E é para acertar as contas com as sequelas da infância que o… Continue reading Resenha: Não encontrei o passado, tenho que voltar (José Carlos Mello)

Literatura, Resenhas

Resenha: O demônio do meio-dia

Nomear o mal para assim, conhecendo-o, poder lutar contra ele. O demônio do meio-dia: uma anatomia da depressão, de Andrew Solomon (Companhia das Letras, 2014), não só batiza, como faz a autópsia de um dos males mais cruéis e, ainda hoje, incompreendidos, embora a notificação de casos venha aumentando no rastro da busca cada vez… Continue reading Resenha: O demônio do meio-dia

Literatura, Resenhas

Resenha: Mônica vai jantar

Mônica está presa em um looping. E o que torna a protagonista do novo livro de Davi Boaventura, Mônica vai jantar (Não editora) tão real, é que a maioria das mulheres, pelo menos em alguma fase da vida, também já esteve presa em um looping, Seja provocado por relacionamentos tóxicos, crises profissionais ou estresses familiares.… Continue reading Resenha: Mônica vai jantar

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Parem ‘1984’ que eu quero descer…

O mundo respira ares de Idade Média e o obscurantismo domina o que antes era busca por conhecimento. No Brasil, nas universidades federais, bolsas de pesquisa são cortadas porque a prioridade do atual governo não é a educação, o avanço da ciência ou o estímulo ao pensamento crítico e criativo que fazem as sociedades evoluírem.… Continue reading (Im)paciente Crônica: Parem ‘1984’ que eu quero descer…

Literatura, Resenhas

Resenha: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada não é um livro convencional, mas o roteiro de uma peça de teatro. Como roteiro, deve ser bem mais interessante de ver no palco ou mesmo em versão cinematográfica (o que, inclusive, foi desmentido por J. K. Rowling em 2017, pouco depois do roteiro da peça ser publicado). É… Continue reading Resenha: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

séries

The OA aposta em thriller policial na parte 2

ALERTA DE SPOILER: O texto traz spoileres da primeira temporada, importantes para contextualizar os episódios da segunda. Se você ainda não assistiu nenhum episódio de nenhuma das duas temporadas de The OA, recomendo que assista primeiro e leia o post depois. A segunda temporada da série The OA, produção original Netflix criada pela atriz e… Continue reading The OA aposta em thriller policial na parte 2

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Velhice não é passe-livre para crueldade, mesquinharia e discursos de ódio

Tem gente que perdoa tudo que os idosos fazem ou dizem, com uma condescendência semelhante à daqueles pais e mães que vêem suas crias destruindo o mundo ao redor e apenas sorriem e afirmam: “São crianças, criança é assim mesmo”. Ou então, com a condescendência usada por muita gente para justificar o comportamento de homens… Continue reading (Im)paciente Crônica: Velhice não é passe-livre para crueldade, mesquinharia e discursos de ódio

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Velhinhos ativos e cansados, mas com energia de sobra…ou quase

Me entendo por velha antes mesmo de saber-me gente. Criada por mãe e avó com grandes diferenças de idade, a velhice não me assusta por sua existência, mas pelas ausências que ela comporta. Tenho medo de ficar sem memória e de passar a depender dos outros e me agarro a vã esperança de que serei… Continue reading (Im)paciente Crônica: Velhinhos ativos e cansados, mas com energia de sobra…ou quase