Autores, Dicas de leitura, Literatura, Resenhas

Novela de Tolkien sobre traição e incesto

Mais uma resenha no Caderno 2+ de A TARDE. Desta vez, do livro Os Filhos de Húrin, de J.R.R. Tolkien. Uma novela trágica, densa e sensacional, como tudo o que ele escreveu. Sempre fui “traça de biblioteca” e gosto de compartilhar minhas leituras com quem tiver interesse. Depois de quase cinco anos longe do jornal impresso, vivendo da notícia na internet, essa volta ao papel está sendo muito prazerosa, porque é para escrever sobre livros, uma delícia!

============================================

Traição, culpa e incesto entre irmãos são
ingredientes de novela trágica de Tolkien

Mapa de Arda, o mundo imaginário de Tolkien

O mundo paralelo criado por J.R.R. Tolkien ainda rende surpresas. Dos manuscritos do criador da saga O Senhor dos Anéis, seu filho Christopher Tolkien resgata Os Filhos de Húrin, uma trágica novela ambientada na primeira era de Arda, ou Terra Média, universo mitológico do autor, povoado por elfos, espíritos de luz e trevas, anões, dragões e humanos ora em conflito, ora em aliança.

A história já havia sido publicada em versão menor nos Contos Inacabados (organizados postumamente por Christopher) e em O Silmarillion (sua mais longa coletânea de novelas e contos sobre os tempos antigos de Arda). A diferença deste novo lançamento – no Brasil o livro sai pela Martins Fontes Editora – é que o filho de Tolkien encontrou nos manuscritos do pai uma versão mais bem acabada da malfadada história de amor entre Turín Turambar e sua irmã Niënor, com detalhes que não constam nas versões anteriores.

Referências – O conto dos filhos de Húrin (ou “Narn I Chín Húrin” na língua criada pelo autor para a Terra Média) é uma das narrativas que, na divisão que ele promoveu da história de Arda, corresponde aos dias anteriores à dominação de Sauron e à forja do anel do poder, da trilogia de O Senhor dos Anéis. O romance de Turín e Niënor  lembra a tragédia imortal de Romeu e Julieta (William Shakespeare) e o incestuoso caso de amor de Jocasta e Édipo, em Édipo Rei (Sófocles), mas com o toque fantástico de Tolkien.

Ele se desenrola logo após a chegada dos homens à Terra Média, antes habitada pelos elfos e outras criaturas e sob a dominação de Morgoth, o primeiro senhor do escuro e mestre de Sauron.

Separados na infância, Turín e Niënor se reencontram já adultos, para cumprir a maldição lançada sobre sua família por Morgoth. Incesto, traição e culpa, além das épicas guerras dos elfos e humanos contra a dominação do senhor do escuro, levam as personagens a atitudes heroicas e passionais, mas com desfechos fúnebres.

Católico praticante e grande amigo de C.S. Lewis (As Crônicas de Nárnia), era de se esperar que um romance incestuoso em uma obra de Tolkien tivesse desfecho trágico. Ainda assim, não deixa de ser uma atitude pioneira tocar em um tema tabu, ainda mais quando a história foi escrita em 1919.

Recuperação – Para os leitores pouco acostumados à maneira de Tolkien contar histórias, a linguagem do livro é densa e a atmosfera opressiva; em alguns trechos, angustiante. Ainda assim, aos que escolherem acompanhar as desventuras de Turín e Niënor, iniciadas com a maldição lançada sobre seus pais Húrin e Morwen, as pouco mais de 300 páginas reservam uma viagem inesquecível pelas origens da Terra Média.

As ilustrações são de  Alan Lee e, ao final do volume, Christopher Tolkien apresenta mapas, glossário dos personagens e um apêndice onde conta o processo de recuperação do manuscrito.

Quem é – John Ronald Reuel Tolkien nasceu em 3 de janeiro de 1892 na África do Sul, filho de pais ingleses, mudou-se para a Grã-Bretanha aos três anos de idade. Formado em letras e especialista em filologia, serviu como soldado na I Guerra Mundial. Nesse mesmo período começou a escrever. Após o conflito, dedicou-se a uma reconhecida carreira acadêmica como professor na Universidade de Oxford e à consolidação da mitologia da Terra Média. Outras obras póstumas são Mestre Gil de Ham e Roverandom.

 

Ficha técnica:

Os filhos de Húrin
Autor: J. R.R. Tolkien
Editora Martins Fontes
338 páginas
R$ 69,00

Anúncios

1 thought on “Novela de Tolkien sobre traição e incesto”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s