Autores

Fiquei com saudades de Paulo Leminsky

“Um poeta sempre à beira de uma explosão”. Assim era Paulo Leminsky, morto em 7 de junho de 1989. Ando em vias de incendiar como uma supernova e meus fragmentos vão cair sobre a terra e talvez, depois da chuva, germinar novamente. Uns versos de Leminsky para vocês…

leminsky

Dor elegante

Um homem com uma dor
É muito mais elegante
Caminha assim de lado
Como se chegando atrasado
Andasse mais adiante
Carrega o peso da dor
Como se portasse medalhas
Uma coroa, um milhão de dólares
Ou coisa que os valha

Ópios, édens, analgésicos
Não me toquem nessa dor
Ela é tudo que me sobra
Sofrer vai ser a minha última obra

Ela é tudo que me sobra
Viver vai ser a nossa última obra

Anúncios

2 thoughts on “Fiquei com saudades de Paulo Leminsky”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s