Desafio: #1livroporfinaldesemana – Livro 15 – Sono (Haruki Murakami)

“Ninguém percebeu que mudei. Ninguém percebeu que eu não dormia, que eu estava lendo um livro extenso e que minha mente estava a centenas de anos, a milhares de quilômetros de distância da realidade.”

Sono

Entre os dias 05 e 06/08/16, o eleito para a tag #1livroporfinaldesemana foi Sono, de Haruki Murakami. A edição da Alfaguara é lindíssima, com ilustrações de Kat Menschik que traduzem o estado de espírito da protagonista, na medida em que a história avança…

Uma foto no Insta e uma resenha no Mar

A protagonista de Sono está há 17 dias sem dormir. Na primeira noite desperta, ela decide retomar um antigo hábito de antes do casamento, a leitura, e passa a madrugada em claro, relendo Anna Karenina, de Tolstói. Quanto mais ela mergulha na vida de Anna, uma aristocrata russa em crise existencial que se torna amante de um oficial da cavalaria, menos vontade sente de dormir.

A história dessa dona de casa anônima concebida por Haruki Murakami, um dos escritores japoneses mais populares no mundo atualmente, autor da trilogia 1Q84, tem paralelos com a vida da personagem de Liev Tolstói. Ambas sentem o mesmo vazio com o casamento e a rotina doméstica. A diferença é que enquanto Anna busca consolo nos braços de Vronski, a personagem de Sono torna-se amante da solidão e do silêncio da noite.

A insônia crônica é uma insurreição contra a existência controlada pela família e as convenções sociais. O marido tem hábitos simples, porém metódicos, se despede dela da mesma forma todas as manhãs. Ele não come doces, é dentista e só conversa com a esposa sobre novos equipamentos a adquirir para o consultório. Ela, que sempre foi louca por chocolates, passa a comê-los clandestinamente; enquanto, também de forma secreta, resgata seu eu mais jovem através da literatura, relembrando a época em que não precisava deixar o cérebro desligado durante conversas entediantes com o marido e sogra.

Narrado em primeira pessoa – é a própria personagem insone que nos conta sua história -, o livro – um intermediário entre o conto e o romance, curtinho, com frases de corte cirúrgico e apenas 120 páginas  – segue o fluxo dos pensamentos da protagonista, como se fôssemos capazes de ler seus pensamentos e como se ela falasse consigo mesma, questionando a vida que levava até antes de parar de dormir e no que essa vida está se transformando agora que passou a ser dona de um terço do seu dia.

Além da rotina enfadonha com o marido, ela nos revela também o quanto a sociedade, principalmente a ocidental, romantiza a maternidade e transforma cada uma das exaustivas tarefas mecânicas de uma mãe (dar banho, preparar refeições, arrumar mochila escolar, etc.) em rituais quase mágicos, quando a realidade é bem outra.

Sono trata das sequelas enfrentadas por quem decide anular a própria personalidade, sacrificar gostos e anseios em prol da família ou em nome de um relacionamento. Haruki Murakami, afeito a criar histórias distópicas, protagonizadas por personagens disfuncionais e que flertam com o surreal e o realismo fantástico, nos apresenta uma mulher jovem que está murchando, diluindo-se e perdendo a substância. Nesse sentido, o livro é bem solidário e faz uma tentativa honesta de compreender a alma feminina.

A partir de um certo momento, o leitor não tem muita certeza se a protagonista está sonhando com uma insônia crônica ou se o fato dela estar sem dormir há tantos dias, a faz viver em uma realidade paralela, como em um delírio. O final aberto também dá margem a várias interpretações.

Vale ainda ressaltar a cuidadosa edição da Alfaguara, em capa dura, com valiosas ilustrações de Kat Menschik que servem de complemento dramático perfeito ao texto de Murakami. Os desenhos, que parecem retirados de alguma realidade paralela e onírica, enriquecem a experiência da leitura.

Ficha Técnica:

Sono - CapaSono

Autor: Haruki Murakami

Ilustrações: Kat Menschik

Tradução: Lica Hashimoto

Editora: Alfaguara

120 páginas / R$ 32,72 (pesquisa em 16/08/16 no site da Livraria da Travessa)

Sobre Andreia Santana

Nasci em Salvador-BA, tenho 42 anos, sou jornalista e master em jornalismo on line, traça de biblioteca, cinéfila, pesquisadora de literatura e redes sociais, aspirante a encantadora de palavras, vaidosa, comilona, solteira e mãe de Matheus, uma pessoa fascinante.
Esta entrada foi publicada em 1livroporfinaldesemana, Literatura, Resenhas com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s