Nem todo baiano estreia

Que me perdoem Dorival Caymmi e Nizan Guanaes, mas nem todo baiano estreia, a maioria só nasce de forma genérica e desglamourizada. Além disso, é bom avisar que nem todo baiano (leia-se soteropolitano) gosta de Carnaval. Ultimamente, cada vez menos gente aprecia a festa, nem tanto pela possibilidade de ficar sete dias entregue à celebração … Continuar a ler Nem todo baiano estreia

“Eu também altero a história”

"A história não é nada, a menos que a gente a possa moldar ativamente. Poucos homens recebem tal oportunidade. Oppenheimer teve sorte. Inventou a bomba atômica. Cristo teve sorte. Inventou uma religião. Maomé também teve muita sorte. Inventou outra religião.  Karl Marx foi sortudo. Inventou uma antirreligião. Repare nisto: todos que mudam a história o … Continuar a ler “Eu também altero a história”

A última doença de psicopatas disfarçados de estudantes universitários: “rodeio de gordas”!

Provavelmente vai ter alguém achando que este post é só o desabafo de uma gordinha magoada e ressentida. Mas passa longe disso. Antes, é sim, um desabafo, mas de uma pessoa que acredita no respeito às diferenças e que abomina a prática de assédio moral, bullying, pirraça, brincadeira de mau gosto, piada sem graça, trote … Continuar a ler A última doença de psicopatas disfarçados de estudantes universitários: “rodeio de gordas”!

Sobre João Ubaldo, Itaparica, pontes e metrôs

O Governo da Bahia pretende construir uma ponte entre Salvador e Itaparica. O argumento é que a ilha está abandonada, que os veranistas não querem mais ir para lá porque o ferryboat é um péssimo serviço (embora esteja em mãos da iniciativa privada), que quem mora na ilha e trabalha do lado de cá sofre … Continuar a ler Sobre João Ubaldo, Itaparica, pontes e metrôs

A violência “gratuita” do bastardo Tarantino

Muito já foi escrito sobre Bastardos Inglórios, desde análises detalhadas do filme até opiniões e críticas especializadas. No entanto, como ainda não meti minha colherzinha, vou aproveitar uma frase ouvida na saída do cinema, esta semana, para também dar meus pitacos. "Esse cara deve ser maluco, que violência gratuita e desnecessária!", foi o que escutei … Continuar a ler A violência “gratuita” do bastardo Tarantino

Dica de leitura: Violência sob a ótica da psicanálise

Joel Birman é um dos autores que consta na bibliografia do mestrado em Cultura e Sociedade da UFBA. Dele, está na minha lista para ler: Cartografias do feminino. Nesta segunda, recebi por e-mail, da assessoria da Editora José Olympio (Grupo editorial Record) indicação de um novo livro do autor, Cadernos sobre o mal, em que … Continuar a ler Dica de leitura: Violência sob a ótica da psicanálise

Violência no namoro, vale a pena continuar?

O Superior Tribunal de Justiça tomou uma decisão que me colocou para pensar em certos tipos de relacionamento. De agora em diante, a Lei Maria da Penha, criada para punir os agressores e proteger as mulheres vitimas de violência doméstica, valerá também para os namoros. Segundo nota publicada nesta terça-feira, 31, no portal A TARDE … Continuar a ler Violência no namoro, vale a pena continuar?

Violencia e covardia

Cada vez que leio uma reportagem sobre aumento de índices de violência contra a mulher e me deparo com as estatísticas alarmantes das delegacias especializadas, me pergunto por que? Por que um homem vai para o bar no fim de semana, beber com amigos, e a bebida, ao invés de fazê-lo esquecer, lembra-o da vida … Continuar a ler Violencia e covardia

Diga não ao trabalho infantil

É com grande orgulho, inchando feito um pavão, que apresento à meia dúzia de leitores deste singelo blog uma produção de Matheus, 11 anos, estudante da quinta série do ensino fundamental. ................................................. Diga não ao trabalho infantil "Muitas crianças sofrem com o trabalho infantil, seja nas ruas ou em fábricas. Muitos trabalhos são prejudiciais à … Continuar a ler Diga não ao trabalho infantil