Fiz as pazes com Eça de Queiroz…

...com quem briguei aos 14 anos, depois de abandonar - 50 páginas depois de ter começado - O Primo Basílio. Larguei o livro, que considerei chatíssimo, para nunca mais voltar, disse eu na ocasião, do alto de minha adolescência de traça de biblioteca. Ainda não tive coragem de tentar de novo. Até o armistício decretado … Continuar a ler Fiz as pazes com Eça de Queiroz…

Advertisement

Mr. Jackson agitou meu plantão

Cheguei à redação, na quinta-feira, 25,  às 18h, para começar o plantão de cada dia. Minha intenção era adiantar um texto sobre cinema, mas a morte de Michael Jackson mudou radicalmente os planos. Coincidência, no meu mp3 havia algumas das canções de Thriller, um dos seus discos de que mais gosto. Por volta das 18h30, … Continuar a ler Mr. Jackson agitou meu plantão

Nostalgia junina

Olha pro céu lembra minha infância e as quadrilhas na escola. Deu saudade! Olha Pro Céu Olha pro céu, meu amor Vê como ele está lindo Olha praquele balão multicor Como no céu vai sumindo Foi numa noite, igual a esta Que tu me deste o teu coração O céu estava, assim em festa Pois … Continuar a ler Nostalgia junina

A queda do muro de Berlim

Eu tinha 15 anos e decidi que iria ser jornalista no dia em que a TV exibiu a cena de milhares de alemães emocionados, arrancando os pedaços de concreto do muro que dividia Berlim e suas vidas ao meio. Naquele dia, nos idos de 1989, sonhei em me tornar correspondente internacional. No arroubo da idade, … Continuar a ler A queda do muro de Berlim

Migrações pela rede

Comecei o Mar de Histórias resgatando contos, poemas e crônicas antigos, originalmente publicados no Bala no Alvo e no Estação de Sonho, os blogs que deram origem a este oceano de palavras. Toda vez que o texto for uma reminiscência, retirado do fundo do baú da blogosfera, irei postar como sendo Da série Migrações. É … Continuar a ler Migrações pela rede