Independência…

Uma criança de seis anos de idade não sabe muito bem o que faz. Mas tente explicar isso para a sua avó muito braba e adepta da didática do chinelo, se você é a criança em questão e irmã mais velha de uma menina de quatro, que devia saber menos ainda o que fazia na … Continuar a ler Independência…

Mais um eco da infância

Porque dizem que quanto mais a gente amadurece, mais a infância torna-se saborosa... *A dália A menina e sua mãe sempre visitavam aquela parenta. A irmãnzinha mais nova também ía. Quando não estava com as duas, a menina era levada pela avó postiça (madrasta de sua mãe), só para fazer companhia à idosa. Nesse dia, … Continuar a ler Mais um eco da infância

O dia em que salvei mamãe

Aos cinco anos salvei minha mãe. Desde que se lembra de existir, ela tem medo de aranhas. Mas não é um nojinho ou medo comum, é a manifestação mais profunda do pânico, aracnofobia. Ela não sabe exatamente quando começou, talvez venha de berço, como explicaram naquele filme, que ela nunca assistiu, claro! Mas recorda-se exatamente … Continuar a ler O dia em que salvei mamãe

Música para os meus ouvidos: the captain of her heart

Acordei romântica; pronto, confessei! Enquanto algumas amigas não querem saber de romance por perto tão cedo (cada uma com seus motivos), ando mais piegas e maquiada que nunca. Liberei o lado mulherzinha, ou "mulezinha", como diz minha irmã. Deve ser influência dos chick lits que andei resenhando (tenho outros na fila aguardando leitura) ou então … Continuar a ler Música para os meus ouvidos: the captain of her heart

Música para recordar: Woman In Chains

A música tocava no rádio quando entrei no carro às 7h15 desta quarta-feira, uma inusitada quarta-feira. A paisagem cinzenta, o trânsito,  a confusão do despertar nervoso da cidade, a perspectiva de passar o dia enfurnada em um seminário, a alteração radical de planos, uma tarde vendo uma menina que, precocemente, poderia de fato ser minha … Continuar a ler Música para recordar: Woman In Chains