A II Guerra pelos olhos da infância

*Inocência maculada Livros de ficção e de memórias revelam as marcas deixadas pela II Grande Guerra na infância de quem testemunhou o conflito Andreia Santana Sylvia fica em casa sozinha todos os dias enquanto a irmã mais velha, a mãe e o pai trabalham em uma fábrica. Ela tem cinco anos e sua única boneca … Continuar a ler A II Guerra pelos olhos da infância

Resenha: Minha Guerra Alheia

Desfiando o novelo da memória A memória é um novelo de onde basta puxar um fio e as recordações desenrolam-se. Às vezes, entrecortadas, porque o fio se rompe aqui e ali e precisa ser remendado. Mas na maioria das vezes, memórias passadas, principalmente da infância, tornam-se mais nítidas, em linha brilhante, grossa e resistente, com … Continuar a ler Resenha: Minha Guerra Alheia

A necessidade é a mãe da invenção

A foto foi tirada do blog Cupcake de fubá "A primeira coisa que se aprende na guerra, ou pelo menos uma das primeiras com que construí meu infantil aprendizado de sobrevivência, é substituir. Quando alguma coisa que antes considerávamos insubstituível começa a faltar, coloca-se outra em seu lugar, que passa a ser insubstituível até ser, … Continuar a ler A necessidade é a mãe da invenção