Cachorrada II

Representante legítima da geração que foi educada na base do "as caretas vão te pegar" ou cuidado com o "velho do saco". Criada em meio a lendas urbanas como as que circulavam na periferia e bairros populares de Salvador nos idos dos anos 80 - uma delas era a do mítico bandido "Peixe Frito", que … Continuar a ler Cachorrada II

Tenho medo de você

Todo usurpador do poder tem medo de uma rebelião que o tire da posição de comando. A frase pode dar essa impressão, mas minha ideia não é falar de partidos, embora o tema tenha seu viés político. Trata-se, porém, não da política eleitoreira, mas daquela feita no cotidiano, nas negociações inerentes ao jogo social. Trata-se, … Continuar a ler Tenho medo de você

Reportagem: Literatura que se alimenta do exílio

A reportagem abaixo foi publicada na contracapa da edição deste sábado, do Caderno 2+, do jornal A TARDE. Reproduzo aqui para os interessados. No post abaixo ou no link, tem a resenha de Pequena Abelha, Chris Cleave, livro que motivou essa tentativa de reflexão sobre "a moderna literatura do exílio". Espero que gostem! Romances e … Continuar a ler Reportagem: Literatura que se alimenta do exílio

Medo de barata, de morcego, de lagartixa, de…

Insetos, répteis, aracnídeos, mamíferos voadores ou roedores...a lista de bichos nada fofos que tiram o sono é vasta - pelo menos cada um de nós tem medo de uma das criaturas pertencentes às espécies citadas ou, mesmo os que não assumem nem sob tortura que têm medo, sentem um nojinho básico. Até aí nenhuma novidade. … Continuar a ler Medo de barata, de morcego, de lagartixa, de…

Reflexões sobre medo e refugiados sociais

"Ações do governo dos EUA e seus vários satélites mal disfarçados de instituições internacionais como o Banco Mundial, FMI, OMS geraram produtos colaterais perigosos, o nacionalismo exacerbado, o fanatismo religioso, o fascismo e o terrorismo".(Arundhati Roy) A frase que faz refletir é citada pelo sociólogo polonês Zygmunt Bauman, no seu livro Tempos Líquidos, obra de … Continuar a ler Reflexões sobre medo e refugiados sociais

Quando o medo paralisa

"O medo da inadequação tornou-se doença universal, ou quase", diz o sociólogo polonês Zigmunt Bauman, autor de Tempos Líquidos e de Medo Líquido (ver dica de leitura abaixo). Bauman se preocupa com os medos invisíveis, aqueles gerados do sentimento de estranheza ou resultantes da nossa sociedade em rede, aberta e por isso mesmo "exposta aos … Continuar a ler Quando o medo paralisa