Conto, Infanto-Juvenil, Literatura

Selo Galerinha publica conto infantil de Graciliano Ramos

O Galerinha, selo infantil do Grupo Editorial Record, acaba de lançar o conto Luciana, história infantil de Graciliano Ramos, publicada pela primeira vez em 1947, no livro Insônia. A edição traz ilustrações da pernambucana Rosinha, vencedora do Jabuti e do Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Luciana conta a história de uma… Continue reading Selo Galerinha publica conto infantil de Graciliano Ramos

Cotidiano, Crônicas

“Tem certeza que esse picolé é de Itu?”

Quem era criança em Salvador, nos anos 80, deve lembrar que na velha Sorveteria Campo Grande era vendido o famoso "picolé de Itu". Tinha bem uns 30 centímetros, duas ou três cores, que representavam sabores diferentes, e o formato cilíndrico. Poucas vezes minha mãe tinha dinheiro sobrando para comprar um desses, mas quando acontecia, era uma… Continue reading “Tem certeza que esse picolé é de Itu?”

Artes Plásticas, Geral

Little Maleficent

Uma estudante de animação da Ultrecht School chamada Vivianne desenhou as vilãs da Disney em versão petit. Apaixonei-me! Dá uma clicada aqui no site da moça que tem outras pestinhas como a Madrasta da Branca de Neve e a Cruela De Vil... Feliz Dia da Criança para vocês!

Baú de Histórias, Crônicas, Geral

O crucifixo

Tinha dez anos e cursava a quarta série do ensino fundamental, na turma A do colégio Adroaldo Ribeiro Costa, no Cabula. A outra menina, que não lembro mais como se chamava, era uns dois ou três anos mais velha, um palmo mais alta e já peituda. Desde muito pequena, eu tinha mania, junto com minha… Continue reading O crucifixo

Fotografia, Geral, Querido Diário

Visão do paraíso no Carnaval

Nem só de traumas de infância é feito o meu Carnaval. Embora continue não me encaixando na festa e nunca tenha levado meu filho para ver o trio passar - e, sinceramente, não creio que tenha feito falta a ele até hoje -, resgatei do baú essa foto do primeiro Carnaval de Snaky Theu (ops,… Continue reading Visão do paraíso no Carnaval

Baú de Histórias, Cotidiano, Crônicas, Geral

Mau-olhado

Minha avó era daquelas velhas de antigamente, do interior, que acreditavam que toda criança corada e gordinha era uma vítima em potencial de mau-olhado. E não bastava chamar uma rezadeira das boas, no mínimo, uma vez por mês, para manter o escudo protetor ao meu redor, era preciso tomar medidas diárias de profilaxia para combater… Continue reading Mau-olhado

Baú de Histórias, Crônicas, Geral

Independência…

Uma criança de seis anos de idade não sabe muito bem o que faz. Mas tente explicar isso para a sua avó muito braba e adepta da didática do chinelo, se você é a criança em questão e irmã mais velha de uma menina de quatro, que devia saber menos ainda o que fazia na… Continue reading Independência…

Baú de Histórias, Crônicas, Geral

Banho de susto

Eu tinha oito anos quando contraí coqueluche, logo na sequência do meu segundo sarampo. Muita coisa acontecia comigo aos oito anos... Bem fez Casemiro, que transformou os dele em verso. Diz a ciência, que ninguém tem sarampo duas vezes. Mas ou a ciência está errada ou errados estavam os médicos que diagnosticaram a doença nas… Continue reading Banho de susto

Baú de Histórias, Crônicas, Geral

Mais um eco da infância

Porque dizem que quanto mais a gente amadurece, mais a infância torna-se saborosa... *A dália A menina e sua mãe sempre visitavam aquela parenta. A irmãnzinha mais nova também ía. Quando não estava com as duas, a menina era levada pela avó postiça (madrasta de sua mãe), só para fazer companhia à idosa. Nesse dia,… Continue reading Mais um eco da infância

Baú de Histórias, Crônicas, Geral

O dia em que salvei mamãe

Aos cinco anos salvei minha mãe. Desde que se lembra de existir, ela tem medo de aranhas. Mas não é um nojinho ou medo comum, é a manifestação mais profunda do pânico, aracnofobia. Ela não sabe exatamente quando começou, talvez venha de berço, como explicaram naquele filme, que ela nunca assistiu, claro! Mas recorda-se exatamente… Continue reading O dia em que salvei mamãe