Sobre livros, preconceito e “queer eye”

Diz o ditado que não se deve julgar um livro pela capa e seguindo fielmente a máxima, encarei a leitura de Cuidado! Seu príncipe pode ser uma Cinderela, lançamento do BestSeller, selo do Grupo Editorial Record, sem fazer pré julgamentos. Uma amiga, editora de Literatura, me deu o livro para “uma avaliada”. “Leia, pode ser … Continuar a ler Sobre livros, preconceito e “queer eye”