Filmes de férias 2013: racismo, Branca de Neve e vampiros

Na ordem em que foram assistidos: Histórias Cruzadas - EUA, 2012, Tate Taylor - O filme é ambientado nos anos 50/60 e ganha pontos pela boa reconstituição de época. Figurinos, luz e locações criam o clima para o espectador mergulhar nesse drama comovente sobre a relação das empregadas domésticas negras e as crianças brancas que … Continuar a ler Filmes de férias 2013: racismo, Branca de Neve e vampiros

Recarregando as baterias

Aproveito as férias no trabalho para botar a leitura e a filmografia em dia. É preciso recarregar as baterias criativas, aprimorar o vocabulário, buscar novas informações, estudar um pouco e principalmente, ler por puro deleite, sem obrigações de horário e prazos a cumprir. Só assim, oxigenando as ideias, bebendo na fonte dos grandes mestres (já … Continuar a ler Recarregando as baterias

Banho de susto

Eu tinha oito anos quando contraí coqueluche, logo na sequência do meu segundo sarampo. Muita coisa acontecia comigo aos oito anos... Bem fez Casemiro, que transformou os dele em verso. Diz a ciência, que ninguém tem sarampo duas vezes. Mas ou a ciência está errada ou errados estavam os médicos que diagnosticaram a doença nas … Continuar a ler Banho de susto

Fim do ócio, fim de festa

A série on vacation está chegando ao fim e os dias de ócio em frente a tv também se esvaem feito as areias do tempo. Há uma lista de filmes para ir comentando nos intervalos da labuta diária: Quatro meses, duas semanas e três dias (Cristian Mungiu) O segredo de Bethoveen (Agnieszka Holland) Caché (Michael … Continuar a ler Fim do ócio, fim de festa

Vacaciones

Estou de férias. E essa é, de longe, a frase mais interessante dos últimos dias. Dá vontade de pintar em uma camiseta. Soaria ofensivo para todos os demais mortais que não estão de férias, mas fazer o quê? Ninguém é perfeito. E agora vocês já sabem o motivo, caso as atualizações do blog não sejam … Continuar a ler Vacaciones

Cadê o avião?

Da série Migrações Meu filho viajou sozinho pela primeira vez no ano passado. Sozinho é modo de dizer, o guri tinha só dez anos, ainda longe de fazer alguma coisa sozinho. Mas viajou com a escola, sem pai nem mãe. Ele adorou, está chegando na idade do "minha mãe me faz pagar cada mico!". Quem pagou … Continuar a ler Cadê o avião?