Amor, desesperado amor

Dia dos Namorados e como diz um conhecido, "mais fácil perder o amigo do que a piada". Futucando a internet, encontrei gravuras vintage muito divertidas para inspirar a data tão romântica com uma pequena dose de ironia. Divirtam-se! E para ver outras gravuras, o link é este.

Sobre amor, clichês e Paul Young

Li outro dia em uma reportagem que o amor era "um sentimento clichê". Fiquei matutando no assunto e me pergunto se a ideia foi generalizar para todas as manifestações de amor ou apenas para o que convencionou-se chamar "amor romântico". No primeiro caso, resisto em classificar como clichê o amor entre pais e filhos, entre … Continuar a ler Sobre amor, clichês e Paul Young