Bala no Alvo, Crônicas

(Im)paciente Crônica: No Touchy. No Touch!

Fui uma criança, como bem me lembra mamãe, "abraçativa". E sou um adulto que gosta muito do aconchego de um abraço sincero, daqueles em que a gente se entrega sem rede de proteção. Mas se existe uma coisa que ativa o meu lado intolerante de imediato, é gente que adora forçar intimidade pegando nos outros,… Continue reading (Im)paciente Crônica: No Touchy. No Touch!

Anúncios
Crônicas, Cultura e Sociedade, Geral

Para o Dia Internacional da Mulher não passar em branco

O texto que reproduzo abaixo é do escritor Felipe Machado e foi publicado na edição de fevereiro da revista ELLE, junto com uma série especial de reportagens sobre diversidade. É daqueles para ler, pensar, aprender e compartilhar... *BELEZA REAL "Nenhum homem pode dizer com certeza que sabe o que se passa na cabeça de uma… Continue reading Para o Dia Internacional da Mulher não passar em branco

Citações, Geral, Literatura

“porque o espírito não vai a lado nenhum sem as pernas”

"Se tivesse aqui um mapa da cidade já poderia assinalar os cinco primeiros pontos de passagem averiguados, dois na rua onde a menina do retrato nasceu, outro no colégio, agora estes, o princípio de um desenho como o de todas as vidas, feito de linhas quebradas, de cruzamentos, de intersecções, mas nunca de bifurcações, porque… Continue reading “porque o espírito não vai a lado nenhum sem as pernas”

Artigos, Cultura e Sociedade, Geral

Mais mulheres refletindo sobre o machismo – e o racismo – subliminares

Publiquei recentemente uma resenha sobre a biografia de Lélia Gonzalez, lançada pelo Selo Negro Editorial. Na obra, os autores, Alex Ratts e Flavia Mateus Rios, reconstituem a vida da militância acadêmica, política e social dessa intelectual negra brasileira muito atuante entre os anos 70 e 90, co-fundadora do Movimento Negro Unificado, feminista, politizada, mas com… Continue reading Mais mulheres refletindo sobre o machismo – e o racismo – subliminares

Mulher Sem Retoque, Pequenas Histórias

Estranhamento

O espelho revela à Aparecida que ela é outra pessoa. Acordou e se deu conta de que uma outra habitava seu corpo. A pele, o cabelo meio grisalho, as bolsas inchadas embaixo dos olhos, uma papada sob o queixo, nada disso lembra a moça radiante de outrora. Aparecida não tem muita certeza de onde se… Continue reading Estranhamento