Diário de uma aparelhada – VIII

Querido Diário, Tô devendo te contar milhões de coisas, minha última postagem foi em março! Mas foi uma fase bem complicada. Fiquei de castigo três meses seguidos, porque levei bomba em quatro matérias e minha mãe você já sabe como é - a ditadora aqui de casa! -. Depois que o castigo acabou, em junho, … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – VIII

Advertisement

Diário de uma aparelhada – IV

Querido Diário, Até que depois que a gente acostuma, aparelho não é tão ruim de usar (embora eu ainda me ache esquisita no espelho). A melhor notícia do mês passado para cá, é que aquela pestinha do meu irmão caçula agora também está usando aparelho - hahahah - vingança é um prato que se come … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – IV

Interferência da mãe de Camila no diário

Oi Diário, Sou a mãe da Camila. Encontrei o PC aberto e tou horrorizada com as coisas que essa menina pensa de mim, meu Deus do Céu, ditadora?! Logo eu, que como dizem os colegas dela sou uma mãe "bróder"! Mas vou esclarecer umas coisinhas aqui: 1 - Camila realmente está reclamando horrores do aparelho, … Continuar a ler Interferência da mãe de Camila no diário

Diário de uma aparelhada – III

Querido Diário, Em primeiro lugar, foi mal ter ficado tanto tempo sem falar com você, mas é que a adaptação ao aparelho foi difícil no primeiro mês. Depois de colar os tais dos braquetes, chegou o dia de passar o araminho que vai puxar as presas tortas para o lugar. Amaldiçoei a genética, mas minha … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – III

Diário de uma aparelhada – II

Querido Diário, Nova visita à minha ortodontista. Ainda não me acostumei a comer usando a tal da BPT. A comida gruda embaixo do arame. É a treva! Hoje fui colar os braquetes. Demora muito e é bem complicado. Primeiro meus dentes foram escovados com uma pasta com gosto da mesma pasta que minha mãe compra … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – II

Diário de uma aparelhada – I

Querido Diário, Divido com você o sofrimento que é usar aparelho nos dentes. Para começo de história, quero deixar registrado que a culpa disso tudo é da minha mãe. Depois de fazer a consulta no ortodontista, passar uma tarde inteirinha numa clínica fazendo raio-x e fotos dos meus dentes de todas as posições e ângulos … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – I

“Meus 11 anos”

Da Série Migrações Me vejo no espelho não sei o que vejo meu rosto redondo, afinou... e sobre minha boca não sei que coisa é se penugem, bigode? miragem... Minhas pernas roliças agora tão compridas... Olho embaixo do braço e até dentro da cueca nos lugares engraçados não têm pelos ainda! Não me sinto mais … Continuar a ler “Meus 11 anos”