“Tento ser uma pessoa melhor para mim mesmo”

"Sei que não poderei ser mais contributivo - ou contribuir melhor para a dimensão necessária de uma nova consciência humana - se eu não for melhor como indivíduo, se não trabalhar tudo o que o mundo psicanalítico pode me dar de melhor, que o plano sutil da devoção pode me dar de melhor. Tento me … Continuar a ler “Tento ser uma pessoa melhor para mim mesmo”

Filosofia de graça na rede

A Universia Brasil, integrante da maior rede ibero-americana de colaboração universitária (www.universia.com.br), selecionou 130 livros de filosofia, para acesso gratuito neste link.  Entre as obras disponíveis estão "Os Analetos", de Confúcio, e clássicos de Aristóteles, Platão, Dostoiévski, Nietzsche, Kierkegaard, Schopenhauer e Jean-Paul Sartre. Ao todo, o site oferece 1.500 livros gratuitos e compatíveis com todos os dispositivos móveis e leitores digitais. Entre eles … Continuar a ler Filosofia de graça na rede

“Quero é ter uma vida interessante”

"Ligamos felicidade à satisfação de desejos, o que é totalmente antinômico com o próprio funcionamento da nossa cultura, fundada na insatisfação. Nenhum objeto pode nos satisfazer plenamente. O fato de que você pode desejar muito um homem, uma mulher, um carro, um relógio, uma joia ou uma viagem não tem relevância. No dia em que … Continuar a ler “Quero é ter uma vida interessante”

“Não devemos depender de cultura e religião”

Época - A cultura e a religião podem influenciar ações morais para o bem maior? Peter Singer - Sim. Mas elas também podem influenciar ações morais para o pior. Há uma série de exemplos em que cultura e religião estimularam ideias nacionalistas, terrorismo e ódio. Não devemos depender de cultura e religião. A humanidade tem … Continuar a ler “Não devemos depender de cultura e religião”

Para quem você se enfeita, Marina?

Roubo o trecho de uma conversa entre amigas: - Ele já te viu assim gata, mais magra, fashion? - Ainda não. - Então ele tem de ver, chama ele para sair! Acordo filosófica, para variar. E acordo também vaidosa, o que também não é novidade. Saio catando na internet referências e inspirações de maquiagem. Cantarolo … Continuar a ler Para quem você se enfeita, Marina?

Resenha: Micrômegas (Voltaire)

Uma viagem estelar de ironia em ironia “porque nós aqui, nesta nossa bolinha de barro, não costumamos pensar em nada que seja diferente dos nossos próprios costumes.” (Voltaire) Um ser colossal, sábio e carismático que viaja em caudas de cometa e raios de sol por diversos planetas até chegar à Terra. No século XVIII, o … Continuar a ler Resenha: Micrômegas (Voltaire)

Cismando com palavras. Ou, cada doido com sua mania

Tenho problemas com o adjetivo "querida" e, a depender do contexto, se me chamar de "minha querida", antes a morte. É uma cisma, mas não gratuita. Querida (o), embora seja uma palavra bonita, que denota afeto, também é usada levianamente por gente que com os lábios te chama de "querida", mas com os olhos diz … Continuar a ler Cismando com palavras. Ou, cada doido com sua mania

Os vinte anos de Sofia

Em janeiro de 1991, 198 mil fãs se espremiam no Maracanã, durante o Rock in Rio II, para ver um dos fenômenos da década, a banda A-ha, vinda de Oslo (Noruega). A façanha foi parar no Guiness Book. Naquele mesmo ano, das mesmas terras geladas na Escandinávia de onde ecoavam sucessos como Take On Me, … Continuar a ler Os vinte anos de Sofia

Solta no universo, mais leve que o ar…

"O triste de tudo isto é que, à medida que crescemos, nos acostumamos não apenas com a lei da gravidade. Acostumamo-nos ao mesmo tempo, com o mundo em si". (...) "Os adultos achavam o mundo uma coisa evidente. Dormiam para sempre o sono encantado do cotidiano." (Jostein Gaarder, O Mundo de Sofia, Companhia das Letras, … Continuar a ler Solta no universo, mais leve que o ar…