Baú de Histórias, Crônicas, História, Querido Diário

Meu nome é Jones, Indiana Jones!

Tem criança que sonha em ser astronauta. Eu queria desenterrar o passado. Até a metade da adolescência, quem me perguntasse minha profissão do futuro, eu respondia sem pestanejar: paleontóloga e arqueóloga. O que me dava imenso prazer era ler enciclopédia antiga, com cheiro de guardado, páginas amareladas e mundos de outrora a revelar. E também… Continue reading Meu nome é Jones, Indiana Jones!

Crônicas, séries

A culpa é dos maratonistas de série

Dizem que a noção da passagem do tempo é relativa. Basta pensar que toda vez que estamos fazendo alguma coisa realmente bacana e divertida, ele voa; e quando cumprimos uma obrigação tediosa, se arrasta. Desconfio que de uns tempos para cá, o tempo não apenas voa, como desloca-se em avião supersônico. Acredito ter encontrado os… Continue reading A culpa é dos maratonistas de série

Crônicas, Querido Diário, Reflexões

Aprendiz de biógrafa

Nossa Senhora Desatadora de Nós deve ser a padroeira dos candidatos a biógrafo. Ou então é São Rui Castro. Só sei que, de vez em quando, é preciso pedir ajuda à providência divina, aos deuses da criatividade, aos espíritos que iluminam a fluência de ideias e de palavras, para desamarrar histórias quase impossíveis, de tão… Continue reading Aprendiz de biógrafa

Crônicas, Cultura e Sociedade, Tecnologia

Atenção parcial em coisa nenhuma

APC - Atenção Parcial Contínua é um termo cunhado nos anos 90, atribuído à pesquisadora da Microsoft Lisa Stone, para definir o estado de quem divide a atenção por várias fontes de informação ou tarefas simultâneas. Ou seja, quem tem APC seria aquela pessoa que ao mesmo tempo em que assiste um programa na TV,… Continue reading Atenção parcial em coisa nenhuma

Bala no Alvo, Crônicas

(Im)paciente Crônica: Garotas, boas ou más, vão para onde quiserem ir

Um mulher tem o direito de definir-se como bem entender, de ser quem ela quiser ser, de se comportar como quiser, sem dar satisfações ou pedir permissão a ninguém. Mas a regra só vale se ela faz isso por si mesma e não porque existe todo um contexto social que a força, ou convence com… Continue reading (Im)paciente Crônica: Garotas, boas ou más, vão para onde quiserem ir

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Quem tem medo de textão?

Vá lá que é pura zoeira nas redes sociais onde a "festa nunca termina" fazer piada sobre textão, com direito a memes como esse que ilustra o post e os famigerados gifs. Mas, não vou mentir para vocês, tenho uma grande impaciência - das muitas que me acompanham - com quem reclama de textão a… Continue reading (Im)paciente Crônica: Quem tem medo de textão?

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Don´t say sorry!

Cheguei à agência bancária meia hora antes do atendimento ao público começar. O que eu fui fazer lá era bastante simples, buscar um documento referente à minha conta corrente. Levaria menos de 10 minutos. Demorou quase uma hora. Tempo esse em que, eu, pacientemente, escutei os resmungos da funcionária que me atendia, enquanto ela tentava… Continue reading (Im)paciente Crônica: Don´t say sorry!

Crônicas, Eventos, Literatura

Mais um sábado literário

Dezembro respira literatura, ao menos por essas bandas. E os sábados soteropolitanos, pelo visto, caíram no gosto dos autores. Desta vez, é o jovem jornalista e escritor baiano Murilo Melo, 24 anos, que lança seu primeiro livro, Sentir é pesado demais para eu carregar sozinho, no dia 19, no Restaurante 33 (Salvador Shopping). Autoficção publicada… Continue reading Mais um sábado literário

Crônicas

(Im)paciente Crônica: Rebobinem a fita do planeta

"Tá barril", como se diz aqui em Salvador. "Barril dobrado" viver nesse mundo cada dia mais raivoso e intolerante. Três vezes "barril" frequentar as rodas virtuais de bate papo! Mas não acredito que a humanidade surtou assim de uma hora para outra e, ainda por cima, em reação em cadeia: será que todos os habitantes… Continue reading (Im)paciente Crônica: Rebobinem a fita do planeta