Resenha: Dicas da Imensidão

Quando Margaret visita Alice

Margaret Atwood flerta com o estilo de sua conterrânea Alice Munro nas 10 histórias que compõem Dicas da Imensidão (Rocco, 2017). E não é pouca coisa comparar as duas autoras canadenses que dissecam o feminino com tanta maestria.

Edição de 2017 da Rocco
(Foto: Andreia Santana/Blog Mar de Histórias)

Os contos de Margaret, nesse livro, visitam a prosa intensa e ao mesmo tempo serena de Alice Munro, que costura destinos de mulheres diferentes fio a fio, entrelaçando-as em uma cumplicidade que só quem vive as mesmas experiências é capaz de compartilhar.

Relações frustradas, o medo da morte, a crueldade do mundo com as mulheres em geral e, especificamente, com as que se permitem envelhecer; os perrengues no mercado de trabalho, a violência física e psicológica, o assédio de cada dia, os maridos e amantes infantilizados em uma sociedade que insiste em referir-se a homens de meia idade como ‘meninos’. Os percalços para chegar ao topo da carreira só para colher o ressentimento de antigos chefes ou colegas, a sempre complexa maternidade, ser a mesma e ser a outra, construir-se sólida, forte, determinada e audaciosa em meio aos estereótipos e negações que constituem as muitas identidades femininas. Os dramas de família, as chegadas e partidas, gente que deixou marcas e quem se foi sem ser notado, os amores e amizades que sobreviveram a terremotos e traições, mas nem sempre ou sem deixar sequelas, nesse último caso.

Os 10 contos de Dicas da Imensidão – e um deles é justamente o que nomeia o livro – traçam um mapa acidentado e remendado que conduz cada leitor a uma catarse individual e coletiva. Falando especificamente das leitoras, é como acolher a si mesma e às outras em um grande abraço coletivo: sim, tenho irmãs. Minha dor é a sua. Também já fui ingênua assim, me perdoei e agora perdoo você, querida mulher que inicia sua jornada de reconstrução, seja na adolescência ou na maturidade. Vá em frente, no fim do caminho haverá outras à sua espera.

Mundialmente famosa depois do sucesso de The Handmaid´s Tale (O conto da Aia) e autora também dos fabulosos Vulgo Grace e A odisseia de Penélope e da fenomenal trilogia distópica Maddadam (Orix e Craig, O ano do dilúvio e Maddadão), Margaret Atwood não precisa provar para ninguém que é uma das romancistas mais criativas e brilhantes em atividade. Mas, para quem não conhece ainda a verve contista da autora, Dicas da Imensidão é um cartão de visitas padrão cinco estrelas.

Mais sobre Margaret e Alice no blog:

Resenha de A odisseia de Penélope (M.A.)

Resenha de Falsos Segredos (A.M.)

P.S.: Coincidência fofa do destino as duas canadenses do meu coração terem iniciais invertidas.

O exemplar que eu li:

Margart Atwood virou uma obsessão desde que assisti Vulgo Grace, a minissérie da Netflix inspirada no romance homônimo da autora, que tratei logo de comprar e devorar, como uma traça que se preza. Comecei a buscar seus livros e construí um pequeno acervo do qual Dicas da Imensidão é uma das aquisições mais recentes. Dela, também já li A odisseia de Penélope e a trilogia Maddadão, do meu altar particular da ‘seita Atwoodiana’, e O conto da aia, da biblioteca de minha irmã, que vive sendo citada por aqui, pois minha fornecedora assídua de livros. Já comprados e na fila de leitura estão ainda: Semente de Bruxa, O assassino cego, A vida depois do homem, Os testamentos (a continuação de O Conto da aia) e O ovo do Barba Azul (esse também é de contos). Sendo cobiçados para breve (assim que os boletos permitirem):  O projeto Decamerão (antologia que reúne vários contistas e foi organizado por Atwood e traz contos sobre a pandemia) e os recém-lançados O coração é o último a morrer e Colchão de pedras (esse reúne contos sombrios!), porque a Rocco não tem a menor piedade dessa pobre jornalista que mais do que para comer, trabalha para comprar livros.

Ficha Técnica:
Dicas da Imensidão
Autora: Margaret Atwood
Tradução: Ana Deiró
Editora: Rocco (2017)
240 páginas
*R$ 18,89 (livro físico, Amazon)
e R$ 13,22 (e-book, Kindle)
*Pesquisa em 13/09/2022

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s