Desafio: #1livroporfinaldesemana – Livro 12 – Caçada Russa (Flávio V.M. Costa)

“…E em 13 de maio de 1888 a princesa Isabel assinou a lei Áurea abolindo a escravatura no Brasil, disse a professora de história, uma mulher de cabelos tingidos de loiro que costumava nos aborrecer com relatos sobre suas compras no supermercado e no shopping. E então perguntei como se fosse um preto velho: Ôxe, ôxe, e a escravidão cabou mesmo, Sinhazinha? O pessoal se acabou na risada. Eu fui suspenso.”

Caçada---Blog

O escolhido para a tag #1livroporfinaldesemana, lido entre os dias 16 e 17/07/16, é uma estreia literária, o livro de contos Caçada Russa & outros relatos, do jornalista baiano Flávio V.M. Costa.

Uma foto no Insta e uma resenha no Mar

Salvador madrasta, periférica, preconceituosa. Uma cidade carcomida pela hipocrisia, a cidade que espantaria até o Boca do Inferno. Nem em seus versos mais polêmicos, mais esculachados, Gregório de Matos conseguiu retirar de Salvador o seu cheiro de patchouli de matrona meio ridícula, mas mantendo seus mínimos traços de dignidade. Uma certa baianidade lasciva escorre dos versos de Gregório, mesmo dos mais críticos, mas a cidade retratada em Caçada Russa não é sensual, nem burlesca, sequer pornográfica, é simplesmente malvada.

As 15 histórias reunidas nessa primeira coletânea do estreante em literatura, calejado em reportagens, Flávio VM Costa, retiram o véu da tão apregoada sensualidade – e simpatia – baianas, nosso deleite e prisão perpétuos. Desligam a caixa de som: nada de axé music por aqui, nada de Carnaval, de requebro até o chão… A cidade que borbulha por baixo daquela outra, a turística, com suas guerras de ratos e homens, é que faz esse pequeno livro de contos pulsar vivo, surpreendente, assustador e ainda assim, hipnótico, daqueles que é impossível largar, mas com histórias que martelam o juízo tempos depois de lidas.

A realidade nua e crua da periferia. O cotidiano da escola pública que há muito perdeu o romantismo dos anos 50, quando os filhos da elite se formavam no velho Colégio Central. Quem frequentou as escolas públicas baianas dos anos 90 para cá, bem sabe que o ambiente antes revolucionário, torna-se cada vez mais hostil. Estudantes armam rixas, marcam batalhas, reproduzem a guerrilha urbana entranhada em suas vidas.

Professores que dividem o tempo entre ensinar jovens ricos nas unidades particulares e humilhar jovens pobres nas do governo. Como não desengavetar lá das zonas empoeiradas da memória, a gorducha, baixinha, bonachona professora de História da oitava série, que passava os 50 minutos da aula contando as maravilhosas descobertas de sua filha caçula em intercâmbio nos EUA? Tinha há muito me esquecido dela, mas Caçada Russa e seu autor, me fizeram voltar no tempo.

Histórias de amor que não vingam, de abusos que se tornam rotineiros, de uma infância que vive em um mundo que já não vê beleza em construir badogues e alvejar passarinhos, metáfora para as muitas crianças sem asas que sucumbem ao tráfico e aos PMs.

Caçada Russa é tão opressivo quanto o calor que torra Salvador nos dias de inversão térmica, quando as nuvens cinzas tornam-se absurdamente pesadas, naquele típico mormaço de fazer perder a vontade de viver, que antecipa o aguaceiro de inundar ruas, entupir boeiros, derrubar encostas e barracos, mas nunca deixa a cidade limpa.

Essa cidade já nasceu maculada, mas assim como a velha Bahia de Gregório, essa urbe abafada, claustrofóbica e perversa de Flávio VM Costa faz poesia às avessas. Uma criança como aquela que flagrou o imperador de cuecas a desfilar, certamente gritaria que Salvador está nua…

Ficha Técnica:

Caçada-Russa---CapaCaçada Russa & outros relatos

Autor: Flávio V.M. Costa

Editora: Penalux

107 páginas

R$ 32,00 (pesquisado no site da editora em 17/07/16)

 

Sobre Andreia Santana

Nasci em Salvador-BA, tenho 42 anos, sou jornalista e master em jornalismo on line, traça de biblioteca, cinéfila, pesquisadora de literatura e redes sociais, aspirante a encantadora de palavras, vaidosa, comilona, solteira e mãe de Matheus, uma pessoa fascinante.
Esta entrada foi publicada em 1livroporfinaldesemana, Conto, Literatura, Resenhas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Desafio: #1livroporfinaldesemana – Livro 12 – Caçada Russa (Flávio V.M. Costa)

  1. Pingback: Escritor baiano vence concurso internacional de contos | Mar de Histórias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s