Geral

Os números de 2015 segundo o WordPress

Como já é tradição desde 2010, o primeiro dia de janeiro é dedicado a lamber a cria digital. O WordPress divulgou as estatísticas do Mar de Histórias para o ano de 2015. Abaixo, segue o relatório para quem se interessar. A todos que visitam, leem, comentam e compartilham as postagens, meu muito obrigada! É um grande privilégio dividir minhas leituras, paixões e ideias com vocês…

Vamos ao Louvre:

O Museu do Louvre, em Paris, é visitado todos os anos por 8.5 milhões de pessoas. Este blog foi visitado 101.028 vezes em 2015. Se fosse o Louvre, eram precisos 4 dias para todas essas pessoas o visitarem.

>>Em 2015, foram carregadas 78 imagens, ocupando um total de 65 MB. O que dá cerca de 2 imagens por semana.

>O dia com mais tráfego foi 17 de novembro, com595 visitas. O artigo mais popular nesse dia foi *Luiza Mahin e a Consciência Negra. Este artigo foi escrito em 2009, com base em uma reportagem que eu havia feito para o jornal Correio*, onde trabalhei de 1999 a 2005.

Os postos mais visitados de 2015, na ordem em que aparecem abaixo, foram escritos alguns anos antes. O Mar de Histórias nasceu em 2008. Boa parte dos temas referem-se à literatura, que é o assunto principal aqui:

*Resenha: O Físico (Noah Gordon) – 

*Resenha: O menino do pijama listrado – 

*Elas testemunharam a II Guerra: Liesel Meminger – 

*Resenha: Poemas Escolhidos de Gregório de Matos – 

*Luiza Mahin e a Consciência Negra – 

As principais portas de entrada para o blog no ano passado:

1 – Google

2 – Facebook

3 – WordPress Reader

4 – Twitter

5 – Links em outros blogs

>No total, o blog foi acessado de 88 países. Sendo Brasil, Estados Unidos e Portugal os três primeiros colocados no quesito nacionalidade dos leitores;

>>O artigo mais comentado em 2015 foi a resenha do romance As dez vidas do senhor Cardano, de José Carlos Mello, publicada em novembro passado. De certa forma, a leitura desse livro, reabriu as comportas e depois dele, voltei a escrever resenhas, que andava devendo. Por motivo de trabalho e outras ocupações e perrengues da vida offline, postei bem menos em 2015, li pouco ao longo do ano (só sete livros, quando a média anual antes batia mais de 50 fácil) e resenhei menos ainda. Mas, como 2016 ainda está de fraldas, espero ter mais tempo daqui para a frente de ler e de dividir minhas filosofagens…

Anúncios

3 thoughts on “Os números de 2015 segundo o WordPress”

  1. Concordo com atua opinião sobre o livro de José Carlos Mello. É de um preciosismo de detalhes e de identificação com seus personagens. Vale pena ler

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s