Conto, Literatura

Almodóvar e sua versão para o mito do vampiro

AlmodóvarFui apresentada a um conto gótico escrito pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar. Um texto de 1975, que completa exatos 40 anos agora em 2015. Uma grata surpresa descobrir que um dos cineastas de que mais gosto também se aventura no universo literário. O conto se chama A Cerimônia do Espelho e é ambientado em um mosteiro com características medievais. Narra a história do misterioso conde M. e do padre Benito, abade do mosteiro que pratica a autoflagelação e o estoicismo em busca da santidade.

Trata-se de uma releitura do clássico mito do vampiro, recheado de metáforas sobre invisibilidade e identidade, usando para isso o fato dos vampiros não possuírem reflexo. A atmosfera é soturna e a história tem componentes muito interessantes, como o desejo do padre pelo vampiro e por aquilo que ele representa, numa mistura de homoerotismo, êxtase místico e adoração eterna e meio blasfema.

Almodóvar tinha 25 anos quando o texto foi publicado a primeira vez. A versão que eu li foi reproduzida nos anos 90, na Folha de São Paulo. A internet, que é mãe da memória contemporânea, possui o texto na íntegra, nesse link. Vale a pena ganhar minutos lendo!

>>Mais sobre vampiros no blog:

*Nosferatu, Copolla e o Drácula de Bram Stoker

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s