Aventura, Dicas de leitura, Literatura

Boa safra de romances com perfume de Idade Média

Três lançamentos recentes da Editora Record prometem agradar aos leitores que apreciam romances povoados por bravos cavaleiros, campos de batalha sangrentos, intrigas por trás de densas muralhas e um perfume de Idade Média. Anotem aí:

O guerreiro pagão

O guerreiro pagão_Papel branco.inddQuem devorou trilogias como A busca do Graal (O arqueiro, O andarilho e O herege) e  As crônicas de Arthur (O rei do inverno, O inimigo de Deus e Excalibur), ou ainda a série As aventuras de Sharpe, já sabe que trata-se de Bernard Cornwell, o consagrado autor britânico de romances históricos. Pois o sétimo volume de As crônicas saxônicasO guerreiro pagão (336 páginas / R$45,00), é o livro que abre a boa safra da Record. Ao todo, a série inteira já vendeu 195 mil livros. Bernard Corwell também vendeu mais de 700 mil livros no Brasil das séries sobre o rei Arthur e Sharpe. Nesse volume, ele conta o ousado plano de Uhtred, um dos últimos senhores pagãos entre os saxões, para recuperar a fortaleza Bebbanburg das mãos do tio usurpador. Uma adaptação do romance já está confirmada para o final do ano, pela BBC2.

A rosa branca

0GP9-A-Rosa-BrancaTerceiro volume da série Companhia Negra, aclamada por fãs de As crônicas de gelo e fogo (George R.R. Martin) e O senhor dos anéis (J.R.R. Tolkien), A rosa branca (378 páginas, R$ 38,00) se passa seis anos após a ameaça de retorno do Dominador , o feiticeiro mais cruel do mundo. A Companhia Negra, agora adversária de sua antiga senhora, a Dama, precisou fugir para garantir a sobrevivência e planejar os próximos passos. Refugiados no Vale do Medo, uma região misteriosa e com poderes mágicos assombrosos, o grupo de mercenários estabelece um novo quartel-general e começa a se reerguer das cinzas. A série Companhia Negra, de Glenn Cook, é considerada um clássico da literatura fantástica dos anos 80. A saga retrata um universo sombrio e cruel, onde a fantasia se torna mais dura que a realidade.

O pergaminho sagrado

6xzR-O-pergaminho-sagradoAnton Gill, especialista em história renascentista, já é velho conhecido dos brasileiros, mas por seu pseudônimo: Oliver Bowden, autor dos seis livros da série Assassin´s Creed, que já venderam cerca de 1 milhão de exemplares no Brasil. Agora, com o nome oficial, ele publica no país O pergaminho sagrado (504 páginas, R$ 48,00), uma releitura de alguns dos eventos mais importantes da humanidade. A história atravessa os séculos e começa quando um grupo de arqueólogos inicia a investigação da tumba do poderoso doge de Veneza e líder da sanguinária Quarta Cruzada, Enrico Dandolo. Mas os arqueólogos são sequestrados, porque podem revelar a verdade por trás da história dos Cavaleiros Templários e os segredos guardados por Dandolo em seu próprio túmulo, que não podem vir à tona. Os agentes da Interpol Jack Marlow e Laura Graves são convocados para investigar o misterioso caso, mas logo se veem envolvidos em um jogo de vida ou morte.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s