Cartas de amor de Fernando e Ofélia ganham edição integral

fernando

As cartas de amor (incluindo as ridículas, românticas e cheias de mágoas e ciúmes) trocadas entre o poeta Fernando Pessoa e sua namorada Ofélia Queiroz, já publicadas em separado e parcialmente, em 1978 e 1996, ganharam uma edição única completa.

O livro se chama Fernando Pessoa & Ofélia Queiroz – Correspondência Amorosa Completa, 1919-1935, e foi organizada pelo professor americano Richard Zenith, a partir do acervo do colecionador paulista Pedro Corrêa de Lago. O brasileiro arrematou parte dos documentos em um leilão, em 2002,  e de lá para cá foi adquirindo o restante do material: 272 cartas de Ofélia e 51 de Fernando.

A surpresa do livro é revelar um Fernando Pessoa sentimental, passional, afeito a crises de ciúmes e até erótico em algumas missivas. Bem diferente da imagem do poeta que, reza a lenda, morreu virgem aos 47 anos. Nas cartas trocadas com Ofélia aparecem situações pitorescas como o fato dos enamorados se referirem um ao outro por apelidos cheios de carinho meloso, onde não faltavam nem mesmo os “inhos” dos apaixonados.

Os dois também namoravam escondido e Pessoa desenhava em papel de embrulho intrincados mapas mostrando pontos estratégicos da cidade de Lisboa onde poderiam se encontrar discretamente. Ele também costumava ler trechos do Kama Sutra para ela.

Imagino se José Saramago teria tido acesso a essa correspondência e se inspirado na peripécia amorosa do poeta para escrever O ano da morte de Ricardo Reis. Inclusive, segundo o organizador do livro que reúne as cartas de amor, Pessoa chegava a assinar cartas para Ofélia como Álvaro de Campos e até telefonava para a namorada e se identificava como um dos heterônimos.

Fernando e Ofélia se conheceram em 1919, quando ele contava 31 anos e ela, 19. O romance dos dois, segundo o estudo de sua intensa correspondência, teve três fases: entre 1919-1920, o primeiro ano da paixão; entre 1929-1930, com a reconciliação após o casal passar nove anos sem se falar, especula-se que Ofélia pensava em casamento e o poeta não estaria preparado para o enlace e se afastou da moça assim sem mais nem menos; e a última fase, até 1935, ano da morte da Pessoa. Ofélia teria permanecido solteira até a morte do poeta. Ela morreu em 1996.

Fiquei bastante curiosa para ler esse livro, mas o preço é bem salgado!

Ficha Técnica:

Fernando Pessoa & Ofélia Queiroz – Correspondência Amorosa Completa, 1919-1935

Autor: Richard Zenith (org.)

Editora Capivara /Portugal – Telecom

274 páginas

R$ 140,00

*Fonte de pesquisa para este post: reportagem com Richard Zenith, na edição 782 da revista Época, publicada em 20 de maio de 2013. A especulação sobre o romance de Saramago, que já li, foi só uma ideia que me ocorreu, já que nesse livro, Saramago cria uma vida para Ricardo Reis descolada daquela de seu criador. O heterônimo, que era médico e escrevia odes, recebe visitas do fantasma de Pessoa e inicia um confuso romance com uma camareira de hotel, recheado de subterfúgios, encontros secretos e muito sentimento de culpa. Fica a sugestão para os pesquisadores explorarem as semelhanças (ou não) entre o amor de Pessoa e Ofélia e esse romance…

Sobre Andreia Santana

Nasci em Salvador-BA, tenho 42 anos, sou jornalista e master em jornalismo on line, traça de biblioteca, cinéfila, pesquisadora de literatura e redes sociais, aspirante a encantadora de palavras, vaidosa, comilona, solteira e mãe de Matheus, uma pessoa fascinante.
Esta entrada foi publicada em Dicas de leitura, Geral, Literatura com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Cartas de amor de Fernando e Ofélia ganham edição integral

  1. Oi Andreia,
    Procurando uma imagem da capa desse livro das cartas de Pessoa e Ofélia, cheguei ao seu blog e gostei muito. Rico, cheio de informações, ótimos textos, parabéns!
    Eu escrevi um texto citando o livro e queria ilustrar a publicação no meu blog com uma imagem, mas por enquanto a melhor que achei foi a sua. Posso colocar por lá com o devido crédito e o link do seu blog, assim, divulgo o seu trabalho tb?
    Não sou escritora, sou cantora, mas gosto de escrever umas bobagens de vez em quando. Se vc quiser me fazer uma visita, vou adorar!
    Um beijo e mais uma vez, parabéns pelo seu lindo blog!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s