Cultura e Sociedade, Geral, Literatura

Livro promete desconstruir teorias sexistas e reducionistas

Recebi via email, da editora Cultrix, o material de divulgação do livro abaixo. Fiquei curiosa para ler. Se de fato a autora consegue desconstruir as teorias sexistas, reducionistas e machistas que visam categorizar e hierarquizar homens e mulheres, já valerá a leitura!

Homens não são de Marte, mulheres não são de Vênus

Quando lançou, em 1992, livro quase homônimo (Homens são de Marte e Mulheres são de Vênus), o autor John Gray anunciava uma série de teorias que ostentavam afirmações como ”o cérebro dos homens não foi criado para ser sensível e empático” ou “o cérebro das mulheres não foi feito para consertar carros”. Na época, o lançamento ao redor do mundo, rendeu à obra o título de best-seller, designando às afirmações de Gray o caráter de verdade absoluta. Decidida a argumentar que muitos estudos a respeito das diferenças entre os cérebros de homens e mulheres foram mal interpretados ou apresentados, a neurocientista, doutora pela University College London, Cordelia Fine, lança Homens não são de Marte, mulheres não são de Vênus, publicado no Brasil pela Cultrix.

Baseada em uma série de estudos científicos, encabeçados por ela e outros cientistas que a influenciaram ao longo de sua formação acadêmica, a autora ressalta que, apesar de cérebros masculinos e femininos serem diferentes em diversos aspectos, muitos pesquisadores continuam focando suas constatações em suas próprias hipóteses, ignorando dados que apontam para as semelhanças entre os gêneros – o que emerge como um diferencial e desconstrói definições e verdades consideradas até então absolutas. Cordelia usa o termo neurossexismo para se contrapor aos autores que partem da caracterização biológica para explicar as diferenças de comportamento entre os sexos e que, com isso, não vão além de um retrato estereotipado dos gêneros. A autora parte de uma análise na qual considera determinações sociais para descontruir interpretações que, de maneira equivocada, moldaram as concepções e as relações entre os gêneros.

Em Homens não são de Marte, mulheres não são de Vênus, a autora faz uma exposição meticulasamente analisada das lacunas encontradas, não só no best-seller de John Gray, mas também em muitos dos livros mais vendidos no mundo sobre as diferenças sexuais. Seu principal objetivo em rebater tais autores fica evidente quando discorda de ideias que afirmam a impossibilidade de igualdade entre os gêneros, simplesmente porque a ciência apontou diferenças inerentes entre eles. Para a autora, certamente há diferenças sexuais de cognição e comportamento, porém, dependendo do contexto social, a cultura particular de cada país e o período histórico, ou seja, o meio em que se vive, podem influenciar no aumento, diminuição, desaparecimento e até mesmo a reversão dessas diferenças.

Ficha Técnica:

image001Homens não são de Marte, Mulheres não são de Vênus

Autora: Cordelia Fine

Editora Cultrix

424 páginas

Preço: R$ 54,00

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s