Ação Poética movimenta Solar do Unhão em fevereiro

Uma dica boa para o próximo domingo. O projeto Ação Poética nas Comunidades, que se propõe a levar poesia a comunidades populares de Salvador, estreia no dia 5, das 15h às 19h, na comunidade da Gamboa, próxima ao Solar do Unhão, na Avenida Contorno. O evento é gratuito, aberto ao público e terá a participação … Continuar a ler Ação Poética movimenta Solar do Unhão em fevereiro

“fez saltar em pedaços o rei dos tiranossauros”

"Podia a aventura demorar horas, mas nunca acabaria antes que o seu propósito tivesse sido alcançado. Atravessar sozinho as ardentes extensões dos olivais, abrir um árduo caminho por entre os arbustos, os troncos, as silvas, as plantas trepadeiras que erguiam muralhas quase compactas nas margens dos dois rios, escutar sentado numa clareira sombria o silêncio … Continuar a ler “fez saltar em pedaços o rei dos tiranossauros”

A senha!?

Dia desses uma colega voltou de férias. Entrou na redação, cumprimentou a turma, botou a bolsinha sobre a bancada, puxou a cadeira, ligou o PC e ficou olhando para a tela. Depois de meio minuto exclamou: "Esqueci a senha!" Perdi a conta das vezes em que voltei de férias e passei pela mesma situação. Entrei, … Continuar a ler A senha!?

Resenha: A sombra do vento e O Jogo do Anjo

Barcelona de romance, tragédia e fantasia A narrativa veloz, com cortes precisos, rica em imagens e econômica em palavras, derivada da experiência como roteirista, faz do catalão Carlos Ruiz Zafon uma febre mundial com milhares de exemplares vendidos. Mas, para além do delírio provocado pelo estado febril, as duas obras do autor já lançadas no … Continuar a ler Resenha: A sombra do vento e O Jogo do Anjo

“A palavra não foi feita para enfeitar”

"Deve-se escrever da mesma maneira como as lavadeiras lá de Alagoas fazem seu ofício. Elas começam com uma primeira lavada, molham a roupa suja na beira da lagoa ou do riacho, torcem o pano, molham-no novamente, voltam a torcer. Colocam o anil, ensaboam e torcem uma, duas vezes. Depois enxáguam, dão mais uma molhada, agora … Continuar a ler “A palavra não foi feita para enfeitar”

Graphic Novel sobre o Irã sai da web para o papel

O paraíso de Zahra, graphic novel sobre o Irã, já traduzida para 12 idiomas e lançada em 125 países, chega ao Brasil agora em janeiro pela editora LeYa. Criação dos desenhistas iranianos Amir e Khalil (pseudônimos dos autores, que preferem não divulgar seus nomes por medo de represálias dos aiatolás), o trabalho primeiro surgiu em … Continuar a ler Graphic Novel sobre o Irã sai da web para o papel

Fanon entre os mais vendidos de 2011 na EDUFBA

Pele Negra, Máscaras Brancas, obra clássica contra o racismo e o colonialismo, de Franz Fanon, foi um dos oito títulos publicados pela Editora da Universidade Federal da Bahia - Edufba, mais vendidos em 2011. Segundo a editora, a primeira publicação do livro do intelectual martinicano em português data de 1963. Conheci o pensamento de Fanon … Continuar a ler Fanon entre os mais vendidos de 2011 na EDUFBA

Olha o passarinho!

Uma amiga postou no Facebook, não resisti a trazer para cá e mostrar para vocês. Ignorem a propaganda da marca de câmeras fotográficas e deixem-se levar pela brincadeira com as fotos dos perfis de usuários de redes sociais. Engraçado é que eu troquei a minha foto de perfil ontem, então, como dizem as adolescentes amigas … Continuar a ler Olha o passarinho!