“Conselho e água…”

Me sinto chamada a uma responsabilidade muito grande quando alguém me pede um conselho, principalmente sentimental. Talvez por pudor, ou modéstia, já que não sou especialista em nada, muito menos em amor, não me sinto capaz de assumir o papel em tempo integral. E também por uma certa desconfiança dos conselhos. Acredito que, com as … Continuar a ler “Conselho e água…”