Mau-olhado

Minha avó era daquelas velhas de antigamente, do interior, que acreditavam que toda criança corada e gordinha era uma vítima em potencial de mau-olhado. E não bastava chamar uma rezadeira das boas, no mínimo, uma vez por mês, para manter o escudo protetor ao meu redor, era preciso tomar medidas diárias de profilaxia para combater … Continuar a ler Mau-olhado

Advertisement