Ranking para a discriminação?

Voltava para casa e no ônibus escutava o papo de duas moças sentadas no banco à minha frente. Aprendi com o escritor Mayrant Gallo. Uma vez, numa entrevista, me disse que a melhor maneira de ter bom material para escrever é observar os outros na rua. Eu, que desde criança observo tudo e todos com … Continuar a ler Ranking para a discriminação?

Mais um eco da infância

Porque dizem que quanto mais a gente amadurece, mais a infância torna-se saborosa... *A dália A menina e sua mãe sempre visitavam aquela parenta. A irmãnzinha mais nova também ía. Quando não estava com as duas, a menina era levada pela avó postiça (madrasta de sua mãe), só para fazer companhia à idosa. Nesse dia, … Continuar a ler Mais um eco da infância

Música para meus ouvidos: Cats in the cradle

Atualização do post: Fui pesquisar em tio Google. A música é mesmo de Harry Chapin, um rock com pegada folk, de 1974. Qualquer semelhança com o ano em que eu nasci não é mesmo mera coincidência. Tampouco é por acaso que gosto tanto. Tem um missing father na minha vida também. A primeira vez que … Continuar a ler Música para meus ouvidos: Cats in the cradle

A necessidade é a mãe da invenção

A foto foi tirada do blog Cupcake de fubá "A primeira coisa que se aprende na guerra, ou pelo menos uma das primeiras com que construí meu infantil aprendizado de sobrevivência, é substituir. Quando alguma coisa que antes considerávamos insubstituível começa a faltar, coloca-se outra em seu lugar, que passa a ser insubstituível até ser, … Continuar a ler A necessidade é a mãe da invenção

Um poema sob medida

Porque quem me conhece, profundamente, sabe que uma tradução melhor não existe... A foto belíssima, tirei desse Flickr aqui LUA ADVERSA Tenho fases, como a lua Fases de andar escondida, fases de vir para a rua... Perdição da minha vida! Perdição da vida minha! Tenho fases de ser tua, tenho outras de ser sozinha. Fases … Continuar a ler Um poema sob medida

Google homenageia aniversário de Chaplin

O Google desde ontem está com uma logo estilizada (confesso que aprendi a reparar nas logos do Google graças ao meu filho), em homenagem ao "amado imortal" Charles Spencer Chaplin. Hoje completam-se 122 anos do seu nascimento. Para lembrar o legado do cineasta, a logo linka para um filminho que brinca com o nome Google … Continuar a ler Google homenageia aniversário de Chaplin

Dos muitos atos de compartilhar

"Há quem ensine guiando os outros como cavalos, passo a passo: há talvez quem se sinta satisfeito sendo assim guiado. Há quem ensine elogiando o que vê de bom e divertindo: há também quem se sinta satisfeito sendo encorajado. Há quem eduque, sem esconder o absurdo que existe no mundo, estando aberto a toda revelação, … Continuar a ler Dos muitos atos de compartilhar

Por favor, não comente!

O título do post não é para impedir comentários aqui no blog. Ao contrário, acredito que vocês terão muita coisa para falar sobre o assunto que abordarei na "filosofagem" de hoje. Só que fiquei pensando em como batizar essas minhas reflexões, que a bem da verdade não são apenas minhas, porque surgiram de um dos … Continuar a ler Por favor, não comente!

Um grande gole na fonte do bom e velho Poe

Finais em aberto ou desfechos inesperados não costumam cair no gosto do leitor médio. Mas as opiniões contrárias ao livro A menina que não sabia ler partem de um mal entendido da tradução em português, que por um equívoco na titulação, associa essa obra de John Harding ao magistral A menina que roubava livros (Marcus … Continuar a ler Um grande gole na fonte do bom e velho Poe

Crianças e fashionismo: um papo sobre a noção de limites

Já era para ter escrito esse post, mas o tempo nem sempre favorece a vida de blogagem. O tema porém, é daqueles que sempre vale a pena meter a colherzinha e, recentemente, dois bons "ganchos", como se diz no jargão jornalístico, me fizeram pensar bastante sobre a relação das crianças com o universo da moda … Continuar a ler Crianças e fashionismo: um papo sobre a noção de limites