“Toma-me, ó noite eterna…”

Porque tem dias que o cansaço é imenso... Toma-me, ó noite eterna, nos teus braços E chama-me teu filho... eu sou um rei que voluntariamente abandonei O meu trono de sonhos e cansaços. Minha espada, pesada a braços lassos, Em mãos viris e calmas entreguei; E meu cetro e coroa - eu os deixei Na … Continuar a ler “Toma-me, ó noite eterna…”

A TPM na TV. Ou, pelo direito de surtar em paz!

Esta manhã, enquanto me arrumava para trabalhar, minha mãe (que é da área de enfermagem e adora temas sobre saúde, claro!) assistia ao Bem Estar, o programa da rede Globo sobre qualidade de vida e dicas para manter-se saudável. Até então, nada demais. Segundo a avaliação de mamãe, o programa não traz nada que ela, … Continuar a ler A TPM na TV. Ou, pelo direito de surtar em paz!

O dia em que salvei mamãe

Aos cinco anos salvei minha mãe. Desde que se lembra de existir, ela tem medo de aranhas. Mas não é um nojinho ou medo comum, é a manifestação mais profunda do pânico, aracnofobia. Ela não sabe exatamente quando começou, talvez venha de berço, como explicaram naquele filme, que ela nunca assistiu, claro! Mas recorda-se exatamente … Continuar a ler O dia em que salvei mamãe

Dois filminhos para (des)encantar 2011

Este primeiro trimestre de 2011 ainda não foi muito favorecido para a minha relação com o cinema. Tem dezenas de filmes que não vi. Normal, para quem vive com a cinematografia atrasada e, salvo nos casos em que preciso entreter meu filho teen, evito ir ao cine cada vez que o "filme bombado da vez … Continuar a ler Dois filminhos para (des)encantar 2011

“Um amor assim delicado…”

Outro dia conversava com uma amiga dez anos mais nova que eu. Ainda não tem 30 anos e está naquela fase em que as opiniões são intensas. Essa época da vida é danada de boa, a gente pensa que pode tudo, que nossas convicções são as únicas que valem. Quando o assunto é relacionamento afetivo … Continuar a ler “Um amor assim delicado…”

Um comentário… uma resposta ao humano que há em nós

Uma amiga postou no seu blog uma reflexão sobre a decepção de descobrir que alguém que ela admira está muito longe da perfeição. Gostei muito do texto, faz pensar, é sincero (essa amiga tem uma escrita muito transparente, gosto disso). Deixei um comentário por lá. Trago o texto do comentário e compartilho por aqui... "Imagino … Continuar a ler Um comentário… uma resposta ao humano que há em nós

Uma frase boa para pensar

"Ainda que a gente não se dê conta, mudamos todo dia. O que muitas vezes não sabemos é fazer as escolhas certas. Até porque, muitas vezes, elas são feitas prematuramente." (Paulo Gabrielli, psicanalista, em reportagem da Revista Muito de 20/03/2011)

E de “lefante”

As duas aguardam há bastante tempo e a menina, aparenta no máximo cinco anos, reclama do cansaço e estica os bracinhos pedindo colo. A mãe, igualmente cansada, tenta distraí-la, puxa conversa, mostra objetos na rua, aponta os carros que passam e lança mão de todos os truques que as mães usam para enganar seus filhos … Continuar a ler E de “lefante”

Música para meus ouvidos: Chan Chan

Vou aprender dança de salão. Sempre gostei de dançar e como nasci "velhinha" - tenho a nostalgia como um traço de personalidade -, vou bailar. Já me imagino fazendo amizade com todos os senhores e senhoras da aula, absorvendo deles milhares de histórias. Conta minha mãe, que meu avô era um tremendo pé de valsa. … Continuar a ler Música para meus ouvidos: Chan Chan