“O improvável e o mundano”

"E são tantas as histórias para contar, tantas, até demais, um excesso de vidas, acontecimentos, milagres, lugares e boatos entrelaçados, uma mistura tão densa do improvável e do mundano..." (Salman Rushdie, Os filhos da Meia Noite. Citado em Morte de Tinta, Cornélia Funke)