Um diálogo por Lygia Bojunga

– “Ei, Afonso! – Ele meio que acordou. – Como é que você veio parar aqui dentro da bolsa amarela, heim?

– Entrei na tua casa, comecei a procurar um lugar bom pra me esconder, vi a bolsa debaixo da cama e pronto.

– Mas como é que você entrou aqui? Você voou?

– Vim de elevador.

– Sozinho?

– Não, tinha mais gente.

– E ninguém viu que você era um galo fugido?

– Eu tava de máscara.

– Ah é! Então boa noite.

– Dorme bem.”

(Lygia Bojunga, A bolsa amarela. Editora: Casa Lygia Bojunga, RJ, 2009, 34ª edição)

Advertisement

Um pensamento sobre “Um diálogo por Lygia Bojunga

  1. Oi Andreia!
    Linkei seu blog lá no Apenas Uma Menina pq gostei muito dele.
    Eu adoro histórias, literatura, etc…
    Obrigada por linkar o meu aqui.
    Viva as Meninas!!! hehehe…
    beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s