Uma citação da citação

“Uma vida cometendo erros é uma vida mais honrada do que uma vida sem fazer nada”. (Robert Louis Stevenson, citado pelo ator Viggo Mortensen em uma entrevista de 2009 para a Confraria do Cinema. O ator também é o protagonista de A Estrada, filme que, quanto mais eu penso nele, mais impacto me causa).

Resenha: Homens e Deuses

Uma leitura de férias e mais uma resenha para quem gosta de dicas de bons livros. Um eficiente manual para não iniciados em mitologia Andreia Santana Homens e Deuses, de Rex Warner, é um ótimo livro para introduzir os não iniciados na complexidade e riqueza da mitologia grega, mas pode decepcionar um pouco aquele leitor … Continuar a ler Resenha: Homens e Deuses

Crítica: A Estrada

Fui assistir A Estrada com uma amiga neste sábado. Publico minha opinião sobre o filme, para os interessados... Viagem solitária em uma terra desolada A Estrada foge do convencional dos filmes catástrofe ao retratar saga de sobreviventes após colapso ambiental do planeta Andreia Santana Baseado em romance homônimo de Cormac McCarthy (autor de Onde os … Continuar a ler Crítica: A Estrada

Os filmes da semana 3

Coraline e o mundo secreto - revisto. Já havia comentado em ocasião anterior o meu encantamento tanto com o livro de Neil Gaiman quanto com a adaptação cinematográfica. Relembrem aqui. Razão e Sensibilidade - Resenhei o livro um dia desses, aqui no blog, eis o link. Revi o filme numa confortável sessão sofá. Direção de … Continuar a ler Os filmes da semana 3

Salve, Jorge!

"Ó São Jorge, meu santo guerreiro, invencível na fé em Deus, que trazeis em vosso rosto a esperança e a confiança, abrí meus caminhos. Eu andarei vestido e armado com vossas armas para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me enxerguem e nem pensamentos possam … Continuar a ler Salve, Jorge!

A irmã de Carolina

A irmã de Carolina não é gente, é girafa. Mas não como essas girafas comuns, que pastam nas copas dos pés de acácia na savana africana. É uma girafa diferente, que usa tênis all star. A irmã de Carolina tem cabelos de medusa e olhos hipnóticos, numa cor turva e indefinida. Magra feito um graveto, … Continuar a ler A irmã de Carolina

“Blood”

Coagulograma. O nome esconde um exame pavoroso, que eu odeio. A auxiliar de enfermagem limpa o dedo anelar da paciente (no caso, o meu) e posiciona um dispositivo que, em um clique seco, dispara uma agulha que fura o citado dedo (ai, que agonia isso me dá). Cronômetro em punho, a auxiliar conta o tempo … Continuar a ler “Blood”

Sobre mães e filhas, cinema e relacionamentos

Nem toda mulher tem o desejo de ser mãe, mas com certeza todas tivemos uma mãe, seja biológica ou de criação. A relação das meninas com suas mães também é tema de muitas conversas no divã do analista e rendem histórias às vezes engraçadas, outras vezes dramáticas, que dividimos entre amigas. Para as psicólogas Caroline … Continuar a ler Sobre mães e filhas, cinema e relacionamentos

Resenha: Os delírios de consumo de Becky Bloom

Após a reportagem sobre a literatura chick lit, comecei a receber vários livros deste gênero para ler e resenhar. Na medida do possível, tento não ser preconceituosa e confesso que essa atitude, e aqui falo na seara da literatura, me rende boas surpresas. Abaixo, a resenha de uma dessas surpresinhas recentes. Divirtam-se! Muito mais que … Continuar a ler Resenha: Os delírios de consumo de Becky Bloom