Diário de uma aparelhada – IV

Querido Diário,

Até que depois que a gente acostuma, aparelho não é tão ruim de usar (embora eu ainda me ache esquisita no espelho). A melhor notícia do mês passado para cá, é que aquela pestinha do meu irmão caçula agora também está usando aparelho – hahahah – vingança é um prato que se come cru e eu hoje me vinguei do fedelho. Para ficar prático, minha mãe é toda ligada nesse negócio de economizar tempo, dinheiro, gasolina, ela economiza tudo, maior pão-duro – marcou para levar eu e meu irmão juntos lá na orto. Não gostei muito de dividir minha orto com ele, mas minha mãe você já sabe como é… Ele que ficava me enchendo o saco quando eu coloquei os braquetes e o fio, agora tá todo “braquetado” também – hahahah – se deu mal. Porquinho daquele jeito, duvido que ele faça a limpeza dos dentes da maneira correta. Lembra do kit ortodôntico? Pois é, agora carrego comigo para todo lado. Deus me livre de ficar cheia de cáries (ecaaaaaa!!!!). Demoro bem uns dez minutos pra limpar tudo quando termino de comer, mas a orto me deu nota 10! Quero ver meu irmão tirar 10, duvido! Aaah, eu também tou expert nesse negócio de aparelho. Tinha uma menina no consultório e eu expliquei tuuuuuudo pra ela. Tadinha, ela ainda ia colocar as borrachinhas azuis, totalmente caloura, não sabia nada de nada e eu expliquei tudo, a secretária da orto até ficou com ciúme, porque ela é quem explica tudo. Descobri também que embora incomode um pouco e deixe a pele interna dos lábios meio feridinho, o aparelho não é a maior tragédia, dá para aguentar. Fiquei sabendo também que a saliva tem propriedades curativas, sabia disso? Pois é, machucados na boca saram mais rápido porque a saliva ajuda a curar. Mas não é pra ficar lambendo as perebas, porque saliva também tem bactéria. Essa parte da bactéria eu não gostei. Imagina, beijar o Rodrigo e trazer as bactérias dele pra passear no meu aparelho? Ecaaaaa!!!! Meu irmão preferiu colocar braquetes vermelhos, até que ficou bonitinho (tomara que ele não leia essa parte), mas eu continuo com os meus discretos e quase transparentes.

Com amor,

Camila.

P.S.: Minha mãe acha que eu não sei que ela abriu meu diário e até escreveu umas coisas aqui, que tonta!

Diário de uma aparelhada – I

Diário de uma aparelhada – II

Diário de uma aparelhada – III

Interferência da mãe de Camila no diário

==========================

*Um esclarecimento a pedido de pais e mães que frequentam o Mar de Histórias: A série Diário de uma aparelhada é ficção baseada em fatos reais. Camila é uma adolescente inventada por mim, mas inspirada numa pessoa real que está vivendo o processo de usar aparelhos nos dentes. Portanto, as conquistas e torturas que ela descreve, realmente estão acontecendo com alguém.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s