Baú de Histórias, Geral, Mulher Sem Retoque

Um conto antigo, uma lição atual

Certa vez, uma amiga me contou uma história. Ela aconteceu no tempo dos cavaleiros da Távola Redonda, em uma época cheia de misticismo. Lembrei desse conto depois de uma conversa, numa roda de bate-papo, sobre a nossa sociedade e a sua cultura de aparências. Como o conto é longo, vou apresentar para vocês a história que minha amiga me contou e depois, em outra ocasião, falaremos sobre a cultura da aparência. Divirtam-se!

“Havia um jovem que queria conquistar uma grande fortuna e desposar aquela que seria a rainha de seu coração. Para alcançar seu objetivo, se embrenhou numa floresta, pronto para desafiar todas as criaturas que cruzassem o seu caminho. Uma bruxa apareceu e prometeu ao jovem a realização de todos os seus sonhos, desde que ele respondesse uma simples pergunta: O que uma mulher mais quer na vida? Ele teria um mês para encontrar a resposta, do contrário, teria de se casar com a megera.

bruxa_blogO rapaz ficou desesperado, pois a bruxa era a criatura mais feia e repugnante que ele já tinha visto na vida. Viajou todo o país, procurou os maiores sábios, mas ninguém parecia saber a resposta. Depois de um mês, o rapaz voltou ao covil da bruxa e, ao invés da cabana miserável onde ela vivia da primeira vez, encontrou um fabuloso castelo. Era dia e a porta do castelo foi aberta pela dama mais bela que nem em sonhos o rapaz conseguiria imaginar. Ela o convidou a entrar e lhe deu de beber e de comer.

Quando estava sozinho no salão, imaginando que tinha escapado do casamento com a bruxa, eis que surge a megera e cobra a resposta para a sua charada: O que uma mulher mais quer na vida? O rapaz contou toda a sua busca, enumerou os locais por onde passou e os sábios a quem recorreu. Por fim, confessou a sua ignorância. A bruxa então, avisou que o casamento ocorreria no dia seguinte e obrigou o rapaz a chamar todos os seus amigos, familiares e a aldeia inteira.

Humilhado por ter perdido a aposta, o rapaz distribuiu os convites das suas bodas. No dia da festa, amigos, familiares e aldeões se perguntavam se o rapaz havia perdido o juízo, pois era impossível que alguém em sã consciência escolhesse uma noiva tão horrorosa. Ainda assim, todos se divertiram na festa e saíram de lá falando mal do pobre noivo, acusando-o de interesse. “Ele se casou com a megera porque ela é rica e vive num palácio”.

lady_blogÀ noite, enquanto se dirigia para o quarto do casal, imaginava como seria passar a noite de núpcias com a megera, mas disposto a cumprir sua parte no trato. Ao abrir a porta dos aposentos, o rapaz levou um susto ao perceber que quem aguardava por ele era a belíssima dama e não a sua esposa bruxa. A dama então falou: Você poderá escolher se me quer belíssima e ricamente trajada durante o dia, para mostrar aos seus amigos, familiares e aos aldeões o quanto sua esposa é encantadora, mas sabendo que à noite, terá de dormir com uma megera maltrapilha e asquerosa. Ou, se prefere que durante o dia eu me apresente a todos como a bruxa e à noite, no segredo do nosso quarto, seja a bela esposa dos seus sonhos.

Era uma escolha difícil, por um lado, o rapaz poderia manter as aparências para toda a aldeia, mas teria de dormir com a bruxa. Por outro, ele seria motivo de riso por estar casado com uma megera, mas teria sua recompensa dormindo com a bela dama todas as noites. Então, o rapaz respondeu: Não sou eu quem tem de decidir e sim você, pois é a sua vida e é você quem tem de escolher em que forma se sente mais confortável.

Ao ouvir a resposta do rapaz, a bela dama deu um grande sorriso e disse que ele a teria tanto de dia quanto de noite na sua forma original, pois com suas palavras havia quebrado a maldição que fazia com que a bela se transformasse na megera até que um bravo cavaleiro a libertasse. Ele havia encontrado a resposta para o enigma.

“O que uma mulher mais quer na vida – disse a dama – é ter o direito de escolher o próprio destino”.

E os dois viveram felizes para sempre, afinal, é de um conto de fadas que estamos falando.

Anúncios

1 thought on “Um conto antigo, uma lição atual”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s