Cinema, Geral, Literatura

Coração de Tinta, ainda sobre pais e filhos

coracao-de-tinta_blogInspirado no livro homônimo da escritora alemã Cornélia Funke, está em cartaz o filme Coração de Tinta (Inkheart). O livro tem uma riqueza de detalhes que no filme foi sacrificada em nome da agilidade da narrativa. A história é sobre a relação de um pai com sua filha de 12 anos. Já li o livro há algum tempo e, neste domingo, levei o meu filho para assistir ao filme. Acredito que depois do post contando sobre a reação de um pai diante do filho pequeno que pegou uma boneca num carrinho de supermercado, precisava contar para vocês sobre Coração de Tinta.

Sobre o livro:

É uma metalinguagem. A autora usa um livro para falar do poder das palavras. Mortimer é um encadernador de livros raros e vive sozinho com sua filha pré-adolescente, Megg. A mãe da menina desapareceu misteriosamente quando ela tinha três anos e cabe ao pai cuidar da educação de Megg. Mo, como a filha o chama, tem um dom especial: a capacidade de dar vida aos personagens dos livros e esse dom tem relação direta com o sumiço da mãe de Megg. Escrito para o público infanto juvenil, Coração de Tinta tem muita fantasia, aventura e mistérios, mas quando um adulto pega o livro para ler, o que chama atenção é a cumplicidade de pai e filha, as conversas sobre todo tipo de assunto, desde os problemas na escola até as primeiras paqueras, o carinho de um pelo outro.

O livro é ambientado nos dias atuais, embora trace paralelos com diversos contos de fadas, por isso, sua autora se inspirou nos pais modernos, naqueles que não temem mostrar que tanto homens quanto mulheres podem ser o sexo forte ou frágil, depende da circunstância. Mortimer, embora seja um personagem de livro, é tão de carne e osso quanto muitos pais que tem o hábito de colocar os filhos na cama e lhes contar uma história antes de dormir.

No filme, a riqueza da relação de Megg e Mo se perde um pouco, mas a essência da história se mantém. Pai e filha são cúmplices, inseparáveis.

Na vida real, nem sempre pais e filhos se entendem 100% e na ficção também há conflitos, mas que são superados com muita conversa, negociação. Em toda relação é assim, se um não escuta o outro, se não tenta se colocar no lugar do outro, o diálogo não avança. Talvez o que falte na vida do rapaz que deu um tapa no filho seja apelar para o poder mágico das palavras.

Assistam Coração de Tinta se tiverem tempo. Leiam o livro, vale a pena!

Para saber mais sobre o filme, clique aqui no site oficial

Ficha Técnica:

Coração de Tinta

Autora: Cornélia Funke

Editora: Companhia das Letras, 2006

Preço: em média R$ 40,00

Na internet é possível comprar pela Americanas.com ou Submarino

Disponível nas livrarias Saraiva ou Cultura

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s