Insônia

Maria anda pela casa ouvindo todas as variações do silêncio. Na porta do quarto do menino, um leve ressonar. Na porta do quarto da menina, silêncio absoluto, silêncio de sono pesado. Na pia da cozinha, até a gota d´água parece dormir, pendurada na torneira. Uma formiga passeia sobre a pia, uma lagartixa no teto mira … Continuar a ler Insônia

Diário de uma aparelhada – I

Querido Diário, Divido com você o sofrimento que é usar aparelho nos dentes. Para começo de história, quero deixar registrado que a culpa disso tudo é da minha mãe. Depois de fazer a consulta no ortodontista, passar uma tarde inteirinha numa clínica fazendo raio-x e fotos dos meus dentes de todas as posições e ângulos … Continuar a ler Diário de uma aparelhada – I

Arte infantil

A noite de quarta-feira foi dedicada a visitar o I Festival Cultural do Colégio Experimental, no ICBA. O evento reuniu uma exposição fotográfica, o lançamento do livro de fotografias Olhares e Letras, a apresentação da peça A princesa engasgada ou o médico camponês; além de uma mostra de artes plásticas, vídeo, quadrinho em inglês e … Continuar a ler Arte infantil

Mesquinharia

Maria Paula se ressente do mundo de vez em quando e tem o defeito de botar a culpa dos seus fracassos no primeiro desavisado que cruza seu caminho. Uma vítima das circunstâncias, eternamente reclamando da sorte. Hoje, ela acordou amargurada, perdida e acreditando-se alvo de uma conspiração. Do vizinho ao padeiro, do marido ao presidente … Continuar a ler Mesquinharia

Uns versos de Thiago de Mello

Recebi a tarefa de escrever uma pequena resenha sobre uma coletânea de poemas de Thiago de Mello, escritor do Amazonas, pertencente a Geração de 45 e ex-exilado político na época da ditadura. O texto está pronto, mas ainda não foi publicado. Quando for, aviso aqui no blog e reproduzo a resenha para os interessados. Por … Continuar a ler Uns versos de Thiago de Mello

Leite fresco

Joana sai do shopping com o bebê seguro em um braço, a mochila com fraldas e mamadeiras nas costas e uma sacola na outra mão. Entre o shopping e o ponto de ônibus, uma extensa passarela elevada para atravessar. Mal pisa a primeira rampa, o bebê começa a chorar. Ao lado de Joana, uma mulher … Continuar a ler Leite fresco

Ritual

Depois do rompimento com Fernando, Diana decidiu arrumar o guarda-roupas. Tirou dos cabides todos os vestidos de verão que usava para encontrar o namorado, tirou da gaveta todas as calcinhas que tinha usado nos momentos íntimos do casal. Lembrava dos elogios recebidos ao vestir cada uma daquelas roupas, das situações vividas enquanto estava coberta com … Continuar a ler Ritual

Hóstia de chocolate

Missa. Domingo, 8h da manhã. O menino inquieto, na expectativa pela hora de receber a sua primeira hóstia. Em casa, antes da saída para a igreja, a mãe advertiu: "hoje é a sua primeira comunhão, precisa ficar atento à missa, fazer direitinho tudo o que a professora do catecismo ensinou. Não pode conversar e nem … Continuar a ler Hóstia de chocolate

"Calor do cão"

Meire trabalha fazendo beiju. Oito horas por dia, de pé, diante de uma chapa incandescente. Pega a massa da tapioca, espalha sobre a chapa, vira para lá e para cá. Coloca queijo, deixa derreter, um pouco de coco ralado, um recheio especial pedido pelo freguês. "Tem frango, atum, peito de peru, pepperoni e calabresa". Dobra … Continuar a ler "Calor do cão"

"Pelo telefone"

- Alô? - É a Camila? - É, sim... (pausa)  - Ju? É você?! - Amigaaaaa, tou aqui no shopping, vi uma blusa que é sua cara. - Iiiihhhh Ju, não posso comprar não. Tou dura amiga. Tenho de pagar o cartão, que estourou, a faculdade, que tem duas mensalidades vencidas, a conta do celular … Continuar a ler "Pelo telefone"