Três filmes sobre o desvario

Na minha sessão sofá deste fim de semana: Carne Trêmula (Pedro Almodóvar), Confiança (Hal Hartley) e A promessa (Sean Penn). Se fosse definir os três, diria que são filmes sobre o desvario. Cada diretor, dentro do seu estilo, fala de obsessão e loucura. Desatino e perda da razão, seja por excesso ou falta de amor. … Continuar a ler Três filmes sobre o desvario

Ainda a violência contra a mulher

Gostaria de não precisar mais voltar a este tema. Mas, infelizmente, atos bárbaros continuam ocorrendo e não posso deixar de manifestar minha indignação diante de fatos assim. Também não posso deixar de fazer campanha para a punição dos agressores. O que me motiva a abordar novamente no blog o tema da violência contra a mulher … Continuar a ler Ainda a violência contra a mulher

Verne em três viagens

Promessa é dívida e para os leitores que gostam de literatura, abaixo a sinopse dos livros Vinte Mil Léguas Submarinas, Viagem ao Centro da Terra e A Volta ao Mundo em 80 Dias, todos de Júlio Verne. No final do post, uma minibiografia do escritor francês. A promessa foi feita neste post aqui, quando redescobri … Continuar a ler Verne em três viagens

“Só Jesus Cristo Salva!”

Da série Crônicas do Cotidiano A monotonia da viagem pela Avenida Suburbana foi quebrada na altura do bairro de Lobato. A porta dianteira do ônibus se abriu e um rapaz entrou. Cabeça raspada, cicatrizes de cortes no rosto. Trajava uma camisa azul e trazia a tiracolo uma bolsa preta. A princípio, acreditei ser um dos … Continuar a ler “Só Jesus Cristo Salva!”

Mr. Jackson agitou meu plantão

Cheguei à redação, na quinta-feira, 25,  às 18h, para começar o plantão de cada dia. Minha intenção era adiantar um texto sobre cinema, mas a morte de Michael Jackson mudou radicalmente os planos. Coincidência, no meu mp3 havia algumas das canções de Thriller, um dos seus discos de que mais gosto. Por volta das 18h30, … Continuar a ler Mr. Jackson agitou meu plantão

De volta às obras de Julio Verne

Retorno à fonte de toda imaginação, ao mar criativo de ideias que impulsionou Julio Verne a criar alguns dos melhores livros que se pode colocar nas mãos de uma criança. A bordo do Nautilus, percorro as vinte mil léguas submarinas que me tiram do mundo enfadonho, em busca de tesouros escondidos nas profundezas do oceano, … Continuar a ler De volta às obras de Julio Verne

Nostalgia junina

Olha pro céu lembra minha infância e as quadrilhas na escola. Deu saudade! Olha Pro Céu Olha pro céu, meu amor Vê como ele está lindo Olha praquele balão multicor Como no céu vai sumindo Foi numa noite, igual a esta Que tu me deste o teu coração O céu estava, assim em festa Pois … Continuar a ler Nostalgia junina

Sobre Barton Fink e o ato de escrever

Barton Fink é um dos filmes dos irmãos Coen de que mais gosto. É o mais literário de todos. Uma metonimia sobre cinema e literatura, sobre o ato de escrever, o ato de roteirizar um filme, a criação e o delírio da arte. Assisti de novo este domingo. Puro deleite. Revi por causa de um … Continuar a ler Sobre Barton Fink e o ato de escrever

A última de Gilmar, sobre blogues

O ministro do STF, Gilmar Mendes, disse mais uma "besteirinha" durante o julgamento da obrigatoriedade do diploma de jornalismo, que eu deixei de comentar no post anterior por falta de espaço. Não espaço na web, que é ilimitado, mas no encadeamento das ideias. Além disso, a "besteirinha" em questão rende um capítulo, ou melhor, um … Continuar a ler A última de Gilmar, sobre blogues

Engolindo os jornalistas de canudinho

Que o ministro Gilmar Mendes disse bobagens das quais provavelmente venha se arrepender algum dia é inegável. No entanto, quando o assunto é o diploma dos jornalistas, outras tantas bobagens vem sendo ditas por aí, por gente que antes de ponderar a questão, atira para todo lado. Pensei bastante antes de meter minha colherzinha nesse … Continuar a ler Engolindo os jornalistas de canudinho