Fotografia, História

Instantâneos

"Cai chuva do céu cinzento". Vista do Solar do Unhão, sábado nublado, 23 de maio de 2009. Andreia Santana treinando fotografia
“Cai chuva do céu cinzento”. Vista do Solar do Unhão, sábado nublado, 23 de maio de 2009. Andreia Santana treinando fotografia com uma Olimpus D-425 de uso doméstico

Uma paz infinita. Diante de mim o mar da baía de Todos-os-Santos. Abaixo, um solar de mais de 300 anos. Ao meu lado, uma criança tendo aulas de história… e essa paz que me invade, essa sensação de que o amanhã não existe, que o instante dura uma eternidade. Um sol pálido, escondido entre nuvens, algumas gotas de chuvisco no nariz e quietude e paz e uma trégua no turbilhão da semana e uma vontade de não pensar, só contemplar, contemplar…

Capela do antigo engenho do Unhão. Diz a lenda que um padre se matou por amor dentro da capela, mas história oficial apenas registra que um suiço protestante e fabricante de rapé comprou o antigo solar e transformou a igrejinha em paiol, doando os paramentos para a Conceição da Praia. Andreia Santana treinando fotografia com uma Olimpus D-425 de uso doméstico.
Capela do antigo engenho do Unhão. Diz a lenda que um padre se matou por amor dentro do local sagrado, mas a história oficial apenas registra que um suiço protestante e fabricante de rapé comprou o antigo solar e transformou a igrejinha em paiol, doando os paramentos para a Conceição da Praia. Andreia Santana treinando fotografia com uma Olimpus D-425 de uso doméstico.
Anúncios

2 thoughts on “Instantâneos”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s