Baú de Histórias

Saramago chora com Chaplin

chaplinDo alto dos  seus 86 ou 87 anos de vida, José Saramago se dá ao luxo de criticar quem ele quiser, inclusive Charles Chaplin, um dos meus ídolos, assim como o próprio escritor português.  No entanto, nem é uma crítica, é uma constatação. Me surpreendo em perceber que outros  – e Saramago é um outro de peso – também viram algo que só eu imaginava estar vendo e que tinha vergonha de confessar porque quando não temos a idade de Saramago, certas verdades são inconfessáveis: Chaplin não fazia filmes para rir, mas para chorar. Talvez por essa tristeza incontida e pela trágica poesia humana revelada em preto e branco nos seus filmes, o ame tanto. Eis o texto de José Saramago sobre Charlot, como o ator e diretor é chamado na França e em Portugal.

P.S.: Uma notícia boa lá dos bastidores do Festival de Cannes:  o “rei da comédia”, Jerry Lewis vai voltar a filmar depois de 23 anos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s