Artigos

Pais e filhos: a importância de brincar e descobrir

Não sou educadora, mas sou mãe. Portanto, o que segue nas linhas abaixo é mais fruto da experiência como mãe do que das teorias de educação.

brincadeirasMuito se fala do quanto é importante estimular as crianças desde bem pequenas com jogos, brincadeiras, brinquedos de armar, historinhas, bons filmes, boa música. Na prática, vi que tudo isso dá certo e as chances de criar uma criança física, mental e espiritualmente saudável são bem maiores quanto mais experiências ricas ela tiver na fase de descoberta do mundo, quando também aprende a se relacionar com os outros e desenvolve coordenação motora, fala, compreensão, etc. Mas não é só na primeira infância que brincar, ou ouvir, ou compartilhar um objetivo comum com os filhos é importante.

Para um adulto, que já viu de tudo, já se desencantou, em algumas vezes até deixou de acreditar, para quem vive a realidade do cotidiano e não a fantasia, pode parecer cansativo embarcar nas brincadeiras delirantes das crianças. Mas nós também precisamos reaprender a sonhar com os próprios filhos, ao invés de apenas projetarmos nossos sonhos de grandeza neles.

Na infância, não é época de ninguém decidir que vai crescer e se tornar investidor da bolsa, mas é a fase de sonhar em construir foguetes e alcançar lugares no universo nunca antes visitados, “navegar por mares nunca dantes navegados”. Temos de incentivar as crianças ao estudo, mas, e se ao invés de mandar nossos filhos lerem 50 páginas sobre a viagem de Cabral a gente encenasse a chegada do português? Não precisamos nem ser atores ou concorrer ao Oscar, basta uns lápis coloridos e um barquinho de papel e pronto, temos caravelas, portugueses, índios e a história do Brasil deixa de ser um tormento para ser uma coisa divertida.

Sou péssima desenhista, tomo cada baile do meu filho nesse quesito, mas ainda assim, ele sabe apreciar a beleza das minhas flores tortas e das casinhas mambembes. Também não gosto de imitar vozes diferentes, mas já me peguei correndo pela sala feito um tiranossauro rex pronto para o ataque. Diante de adultos seria um vexame certamente, principalmente porque ando meio fora do peso, mas o riso cristalino de uma criança vale o mico.

brincadeiras2Brincar é complexo quando chegamos cansados do trabalho, eu sei, mas bastam alguns minutos por dia para gravar na mente e na alma de uma criança os melhores momentos da infância dela. Ainda lembro as poucas vezes que minha mãe conseguia manter-se acordada, depois de plantões que duravam até 72 horas, como os melhores momentos da minha.

Ler com os filhos é perfeito. Quando elas são pequenas demais para decifrar as letras, recriam a história do jeito delas, com base nas figuras. Sai muito mais divertido, acreditem. Quando já estão crescidas e conseguem ler sozinhas, não se afaste. Sugira brincar de biblioteca. Você pega um livro, seu filho pega outro e vocês leem trechos um para o outro. Se o estilo dele for mais quietinho, caladão, deixe-o deitado na almofada preferida e arrume um cantinho para você também, para ler o seu livro preferido. Aprendi também na prática, que pais e filhos se comunicam tão bem em silêncio quanto com uma orquestra de palavras.

Dance com o seu filho. Mesmo que você não saiba dançar e a coluna já não seja mais a mesma. Improvise uns passos. Mostre suas músicas favoritas para ele. Ouça aquelas que ele gosta, mesmo que seja um rock pauleira e o grito distorcido das guitarras deixe você maluca.

A fase em que as crianças realmente querem brincar com os pais dura pouco. Mas se a gente souber compartilhar com eles cada uma das fases da vida, sem ser invasivo, respeitando os períodos em que ele quer privacidade, em que ele quer curtir os amigos, esses momentos podem durar a vida toda. Serão diferentes com o passar do tempo, porque a sua energia não será a mesma e porque os interesses dele há muito deixaram de ser foguetes e navios pirata, mas não é porque são diferentes que deixam de ser especiais.

============================

Alguns bons sites sobre o assunto:

brincadeiras 3>>Brincadeira e desenvolvimento infantil – artigo

>>Pequenópolis – lazer e cultura para crianças

>>A importância das brincadeiras corporais – em pdf

Dicas de jogos

>>Brincadeiras para divertir o seu filho

>>Jogos e brincadeiras de salão

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s