A mãe de quem?!

Ser mãe é como saltar de paraquedas e reparar, faltando poucos metros para alcançar o chão, que esquecemos de vestir o bendito paraquedas, mas, no último segundo, quando você pensa, "me ferrei, quebrei a cara", um anjo sorri... Quando meu filho nasceu, às 23h35 da noite - vê lá se isso é hora para alguém … Continuar a ler A mãe de quem?!