Literatura, Poesia

Dionisíacas

Da Série Migrações

Dionisíacas

Seu amor dura um acorde

a espiral da serpentina

o tempo que leva o confete

para cair dos cabelos…

Seu amor é profundo,

como o som dos tambores

e é efêmero, ilusório,

tão inconstante

quanto o Carnaval…

…………………….

Sem sombra

O que vejo, no espelho
um reflexo, miragem
princípio sem fim.

O que vejo, no sonho
o avesso do espelho
e o contrário de mim.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s