Conto, Literatura

Resposta de Leninha para Marilu

Leninha,

Já me perguntei várias vezes porque diabos não mando você catar coquinhos! Mas quando lembro o quanto você é inapta para fazer qualquer trabalho manual, encontro a resposta. Até porque, se os coquinhos estiverem a menos de 30 centímetros de distância, você não irá vê-los. Quer um conselho? Troque as lentes dos óculos para enxergar os coquinhos e os amigos dentro do foco certo.

Infelizmente, alguma das fadas traquinas das suas histórias, ajudada por um coro de anjos, deve ter dito amém quando eu nasci e junto comigo a nossa amizade. Porque por mais que eu tente me afastar de você e olha que você se esforça para me manter longe, sempre me aproximo mais e mais. Quer saber por que? Simples, você precisa de mim dona Maria Helena. Eu sou a sua consciência de Pinóquio e você me ama e me odeia ao mesmo tempo porque as consciências são assim. Não sabemos lidar com elas, mas é impossível viver sem.

Não vale a pena tentar descobrir quem começou a briga. É provável que tenha sido eu, que sempre digo alguma coisa que fere os seus brios, ou a sua vaidade. Boa parte das vezes consigo desferir golpes certeiros nos dois.

Bolo de fubá é? Hummm… E aqueles biscoitinhos com gotas de chocolate? Ok. Você venceu, mas não esquece de comprar um vidrinho de adoçante.

beijos,

Marilu

Leia também:

Carta de Leninha para Marilu

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s